Corpo Marie Therese aguarda autópsia para apurar causas da morte

26/03/2015 08:28 - Modificado em 26/03/2015 08:28

Marie ThereseO corpo de Marie Therese, de nacionalidade francesa encontrada sem vida nesta terça-feira na zona de Ribeira de Vinha, continua ainda a aguardar pela autópsia para se apurarem as causas da morte da mulher de 45 anos.

O corpo de Marie Therese encontra-se na Casa Mortuária do Hospital Baptista de Sousa a aguardar pela autópsia. O corpo da ex-proprietária da loja de perfumes no Mindelo foi encontrado sem vida na zona de Ribeira de Vinha, mas não apresentava sinais de agressão. Todavia, o corpo deve ser submetido a autópsia para se conhecerem as verdadeiras causas da morte.

Na última segunda-feira, dia 23, Marie Therese Lopes, foi condenada a uma pena suspensa e a pagar uma indemnização. A mulher respondia pelo crime de injúria e difamação contra o ex-companheiro. O Juiz condenou-a a uma pena de prisão de nove meses, pena suspensa por um período de 2 anos.

Therese como era conhecida, residia no Mindelo há vários anos e era dona de uma loja de perfumes na ilha de São Vicente.

A morte de Therese abalou a cidade do Mindelo, uma vez que era muito conhecida como figura mindelense. De acordo com a amiga Maria, a maneira de ser de Therese era contagiante, pois tratava-se de uma mulher espontânea e de atitude. Para a amiga, “Therese passava por alguns problemas pessoais, mas nada difícil de se resolver, pois a verdade deve vir à tona”.

O corpo da mulher encontra-se no HBS a aguardar pela autópsia.

  1. Carlos Ferreira

    As pessoas que estiveram presentes no Sábado passado à noite quando da actuação dum grupo musical na Rua de Lisboa foram presenteadas com um verdadeiro show de dança que esta Senhora deu tendo como partner um senhor numa carrinha de rodas.
    O entusiasmo dos espectadores, em especial muitos estrangeiros, era enorme o que lhe (lhes) mereceu varias salvas de palmas e que ela nitidamente mostrou-se orgulhosa e reconhecida e deu-lhe mais inspiração.
    A um determinado momento ela pegou no microfone e incitou o publico a perder as “hipocrisias da sociedade” e dançar pois segundo ela a dança é uma verdadeira terapia para o corpo e para o espirito. Tal apelo nao foi em vão o que levou varias pessoas a dançarem em plena Rua de Lisboa.
    Ela nao poderia ter ter melhor despedida do que a que teve nesta noite do Sabado passado na Rua de Lisboa.
    Talvez foi o seu ultimo show e com um publico totalmente entusiasmado.
    Que a sua Alma descanse em paz!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.