Zezinho Catana é inimputável ou não?

25/03/2015 08:00 - Modificado em 25/03/2015 10:02

ze catanaA recente absolvição de Zezinho Catana  volta a colocar na ordem do dia a questão : Zezinho Catana é inimputavél ou não ? No julgamento de São Vicente  essa questão sequer foi levantada. Mas durante o julgamento na cidade  da Praia  a questão foi levantada.

O advogado oficioso  defende que sim. E declarou : “o Tribunal condenou- o apenas para dar resposta à sociedade.” E diz que para cumprir “essa satisfação “a juíza ignorou todos os laudos  médicos apresentados que atestam  que o arguido não é uma pessoa que está no seu perfeito estado de saúde. Ele tem anomalia psíquica e sofre de psicopatia, conforme um relatório médico feito por três psiquiatras e por uma psicóloga forense”.

A Juíza passou por cima do parecer médico , pois considerou  que”o facto de Zezinho Catana ter ocultado o cadáver, de tentar esconder as provas que o incriminassem e também levando em conta as explicações que davam pela ausência da vítima, entre as quais de que a mesma estava hospitalizada, demonstraram que o arguido estava lúcido.” Mas de acordo com lei cabe ao juiz declarar a inimputabilidade do arguido .Ou seja : o acusado deve ser submetido a um exame médico , mas cabe ao juíz decidir se o arguido é inimputável  ou não.  E a juíza decidiu que Zezinho Catana  é imputável: teve a capacidade  de entender que o seu acto era ilícito e que agiu de acordo com esse entendimento .

Mas é neste  ponto que médicos da área da psiquiatria  e juristas consultados por este online , como o Dr. Aristides  ou o advogado João do Rosário , parecem não concordar com a juíza . Teria o arguido entendido o seu acto quando matou alguém que apenas o ajudou ? Terá entendido seu acto quando esquartejou  o amigo , enterrou os ossos e vendeu a carne ? Terá Zezinho entendido o seu acto quando em Santo Antão esmagou a cabeça de um homem apenas para lhe tirar um blusão de ganga que queria vestir por que estava na moda ? Teve a capacidade entender que o seu acto era ilícito e que agiu de acordo com esse entendimento quando , de acordo  com a sua confissão e a investigação desde jornal  , em São Vicente  matou uma mulher, apenas porque esta colocou detergente, para loiça, em vez de óleo numa comida? Que terá cortado as pernas da vítima para que pudesse transportar o corpo ? Ou que terá estrangulado uma mulher que lhe deu casa para dormir e que só  lhe fez bem ?

Se sim. Estamos na presença do pior criminoso da história de Cabo Verde capaz de entrar na galeria dos crimes horrendos a nível mundial e a pena de 25 anos  sabe a pouco e legitima os que defendem  o aumento das penas .

Se não  , o advogado oficioso está certo quando afirma :” a bola está do lado do tribunal que acusou, julgou e condenou um doente”. E mais : que passou  23 anos preso , saiu voltou a matar. E tudo indica que pode voltar a matar quando voltar a sair”. Este caso vem chamar atenção para outros indivíduos a cumprir pena , como o ” Cadeirudo”e que existe a consciência que ” são doentes , psicopatas , que estão presos em vez de estarem a ser tratados e que podem voltar a matar quando saírem da cadeia”. Zezinho Catana volta a prisão , mas os factos parecem dar razão ao  psiquiatra Aristides Delgado que defendeu ” devia ter sido monitorizado pelas autoridades quando foi colocado em liberdade”. E não foi com os resultados  queres conhece. E ficamos todos com a certeza que Catana ludibriou a todos .

Principalmente ao sistema jurídico  e penal que considerou estar na presença de um homicida condena a 25 anos de prisão por um homicídio agravado quando podemos estar na presença dos crimes mais hediondos  cometidos em Cabo Verde

  1. Aristides

    Nunca discordei da decisão da juíza, trata-se sim de um psicopata que comete crimes com consciência dos seus atos por isso deve ser condenado, monitorado quando sair da prisão pois trata-se de um transtorno da sua personalidade mas que não o iliba de ser condenado.

  2. Djê Guebara

    Sim boa reportagem e onde esta a culpa? Todo o resultado deste julgamento è razão que os juizes de Cabo Verde são uns inuteis e imcopetentes que não sabem onde estão parados. Cambadas de sacos de lixos que por onde caminham se apestam. Deveriam de meter uma bacia na cabesa.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.