Estatuto dos titulares de cargos políticos: UNTC-CS diz que trabalhadores foram enganados

20/03/2015 00:03 - Modificado em 19/03/2015 20:05
| Comentários fechados em Estatuto dos titulares de cargos políticos: UNTC-CS diz que trabalhadores foram enganados

Júlio Ascensão SilvaO Secretário-geral da UNTC-CS, Júlio Ascensão Silva, diz que o clima de diálogo com o Governo pode mudar no caso de aprovação do novo estatuto de ocupantes de cargos políticos. “Durante todo o período das negociações, tivemos um ano a rever o código laboral, o argumento que se repetia era que estamos a atravessar uma situação de crise”, acrescentando ainda que durante as negociações foram suprimidos alguns direitos dos trabalhadores a nível do código laboral.

Assim sendo, o Secretário-geral da UNTC-CS diz que “não pode haver dois países e duas realidades”, pelo que não entende como é que a situação de crise afecta os trabalhadores e, com os políticos, não acontece nada.

“Não se pode exigir aos trabalhadores que renunciem aos próprios direitos enquanto que os outros que deveriam dar o exemplo propõem um aumento dos direitos deles”, sublinha Ascensão Silva. Argumenta que no caso do projecto ser aprovado, os trabalhadores sentir-se-ão enganados e traídos pela classe política e o próprio clima de diálogo e de concertação que terminou com o acordo da revisão do código laboral, poderá modificar-se rapidamente.

Lança o repto para que o Governo possa vir a público e pronunciar-se sobre a questão. E, relativamente ao Presidente de República espera que se o documento for aprovado, possa usar seu poder de veto.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.