Mãe acusada de espancar o filho e coloca-lo na rua só com roupa interior

11/03/2015 07:59 - Modificado em 11/03/2015 07:59

abuso menorO 1º Juiz Crime da Comarca de São Vicente procedeu, na manhã desta terça-feira, ao julgamento de uma mulher acusada da prática de crime de ofensa à integridade física.

O Tribunal de São Vicente procedeu ao julgamento de uma mulher acusada de espancar o filho menor que, depois de ter sido castigado, foi posto fora de casa apenas com a roupa interior. O menor foi socorrido por estranhos que alertaram o pai que, depois de ter solicitado o auxílio da Polícia, levou a criança ao Hospital Baptista de Sousa para receber tratamentos médicos, tendo a mesma acabado por ficar internada durante nove  dias. Enquanto estava internada foi parar aos cuidados intensivos e a mãe foi impedida de a ver.

De acordo com o processo de acusação, a arguida terá batido no filho menor em Novembro do ano passado com o cabo de uma vassoura e depois agrediu-o várias vezes com um cinto.

A mãe do menor conta que tudo aconteceu no dia 7 de Novembro pelas 10 horas da manhã, quando viu o filho quase a ser atropelado por um táxi. Segundo a mãe, a criança regressava de uma explicação de inglês e tinha ordens de logo que saísse das aulas fosse apanhar o autocarro frente ao Liceu Velho, mas esta desobedeceu às suas disposições e foi com alguns amigos apanhar o autocarro em Monte Sossego e, no caminho, quase que ia sendo atropelada.

Como tinha assistido à tragédia falhada, foi para casa nervosa e encontrou o filho em casa, mas em vez de ficar mais aliviada, ficou com raiva do que poderia ter acontecido e, nesta sequência, bateu na criança com um cabo de vassoura, mas garante que o garoto colocou as mãos à frente do corpo e que se defendeu do golpe.

Ainda nesta sequência de “castigos” e depois do cabo de vassoura ter-se partido, a mesma começou a “castigar” o filho com um cinto.

Segundo testemunhas, depois da mãe ter batido na criança colocou-a fora de casa apenas com a roupa interior, pelo que alertaram o pai da criança que chamou imediatamente a polícia. De acordo com os agentes da Polícia que responderam à solicitação da ocorrência, ao chegarem no local a criança encontrava-se nua, apenas com uma camisola que lhe foi fornecida por vizinhos.

Neste momento, a criança encontra-se sob a custódia do pai, uma vez que foi feita uma mediação paternal que fica com o filho nos finais de semana alternados.

O julgamento terá continuação no próximo dia 12 de Março.

  1. Presenciei o Acto

    Noticias do Norte, Acho que deviam rever está publicação porque os fatos não ocorreram como foi aqui exposto.
    Eis algumas questões sobre as informações falsas:
    Quem alertou a Policia ?
    Em quem/instituição o pai pediu auxilio primeiro?
    Foi Com alguns amigos apanhar autocarro em Monte sossego e pelo caminho quase foi atropelado ? Ou o quase atropelado aconteceu antes ?
    O Julgamento terá continuação no próximo dia 12 ?????? Isto saiu de onde ?
    Senhores Jornalistas Cuidado com essas informações..

  2. fofa criola

    Espero que a justiça seja feita porque esta mãe não merece estar solta pelo que fez e nem permitido a ver o filho,porque ninguem sabe se ela pode voltar a fazer o mesmo ou tambem algo pior visto que esta tem problemas psicologicos. Ela tem que ser punida por tudo o que fez

  3. vb

    Espero que a justica seja feita e que essa mae estupida e louca va para cadeia .

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.