Conclusões do FMI: entre o puxão de orelhas e o elogio

5/03/2015 07:34 - Modificado em 5/03/2015 07:34

FMIPara  o Fundo Monetário Internacional (FMI) as perspectivas de crescimento económico de Cabo Verde em 2015 “são boas”. Isto  devido  a política económica adoptada pelo Governo até este momento no país. Estas conclusões  foram apresentadas pela a chefe da equipa do FMI, Ulrich Jacoby, ao  fazer  o balanço da missão. Uma outra conclusão que agradou o governo tem a ver  a com  utilização do financiamento concessional para infra-estruturar Cabo Verde, do ponto de vista físico e institucional, “foi importante” para o país. Isto quando a oposição  considera  que as essas infra-estruturas serviram para pouco  mais  que endividar o Pais .

Mas  a avaliação positiva tem um mas  que se chama endividamento e deficit  e aqui as conclusões ,parecem , ir de encontro com as criticas da oposição  . Visto que o FMI apesar da validação da política económica adoptada pelo Governo coloca novos desafios em relação à dívida e ao deficit em Cabo Verde.

A ministra das Finanças e do Planeamento, Cristina Duarte , não deve ter sentido o “puxão  de orelhas “,pois  reafirmou o engajamento do Governo na diminuição do programa de investimentos públicos, levando até ao horizonte temporal de 2018, reduzindo gradualmente o deficit. E sem titubear esclarece “Quem analisa o Orçamento do Estado para 2015 vê que, de facto, o Governo está engajado na diminuição do programa de investimentos e de ajustamento gradual do deficit “.

  1. Amigo Olavo Correia

    Nao estou a perceber o pq que o Olavo Correia ou entao o Elisio Freire ainda nao vieram a publico comentar a conclusao dos analistas do FMI. Ou sera que esses tecnicos da FMI nao sabem o que estao a dizer?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.