Presidente da Académica do Mindelo ainda acredita no título

5/03/2015 07:22 - Modificado em 5/03/2015 07:22

academica_mindeloNo quarto lugar da tabela classificativa, com os mesmos 8 pontos que as equipas de Salamansa e o Dérby e  a  um jogo do encerramento da primeira volta do campeonato, o presidente da Académica do Mindelo, Júlio Wahnon diz que o balanço da equipa não é positivo, porque a meta que queriam atingir está longe de ser alcançada .Isto  porque investimento que foi feito em termos da qualidade de jogadores não está a contribuir para atingir  cumprir  os objectivos propostos pela direcção.

“A equipa tem tido altos e baixos e estávamos à espera de estar numa posição mais á frente, no segundo lugar por exemplo”, confidencia Julio Wahnon.

Segundo Julio Wahnon esperavam resultados melhores, “mas também temos que ter em mente que a Académica subiu de divisão este ano e estamos a formar uma nova equipa”. Relembra ainda que do plantel do ano passado são poucos os jogadores que restaram “e não é porque temos esta equipa, com bons jogadores que podemos simplesmente dizer que vamos ser campeões”.

O presidente da Académica do Mindelo  avança ainda que vão  lutar para que isso aconteça e garante que o plantel tem capacidade para responder aos objectivos do clube.

Perspectivas para a segunda volta

O treinador da Micá do Mindelo espera que a segunda volta seja melhor que a primeira e acredita que podem melhorar se trabalharem mais e ,deste modo, conseguirem atingir os seus objectivos, que é  ser uma equipa equilibrada, coesa e com potencial para vencer o campeonato, perspectiva deste modo o desempenho da equipa.

Tudo é possível, mas a equipa precisa melhorar e não fazer um bom jogo e depois descer de nível. A equipa precisa ser mais regular.

Com vinte e quatro pontos ainda a serem disputados e com o campeonato longe de ser decidido, Wahnon diz que  “muita coisa ainda pode acontecer, como aconteceu no fim-de-semana passado aquando do empate do Mindelense frente ao Amarante quebrando seu registo de 100% de jogos vitoriosos. Empate que as equipas não souberam aproveitar. “Porque se Académica tivesse vencido ficaríamos a cinco pontos, que equivale a uma derrota e um empate e estaríamos numa boa posição”.

Sobre o jogo deste fim-de-semana frente ao Batuque, o presidente mostra-se positivo com o desempenho que a equipa poderá ter: “Sou sempre positivo, mas a equipa tem que dar uma resposta positiva aos maus resultados”.

As principais metas da administração

“Somos muito ambiciosos, eu e a minha equipa directiva. Quando assumimos o comando da Académica a nossa meta era de subir de divisão e conseguimos. Objectivamos fazer um bom campeonato na primeira divisão, que é ser candidato ao título e ainda está em aberto, apesar de estarmos dependentes de resultados de outras equipas, como o Mindelense que é lider do campeonato com seis pontos de vantagem sobre o segundo, Falcões do Norte.

  1. “se o snhor presitende cre p mica ser campeao “bose comesa fase um limpesa deste treinador ate ques jogadores e tem so nome de jogadores”

  2. Duas derrotas seguidas. Académica tem que pensar outra forma de jogar, deixei-me a entender que Académica entrou bem nos primeiros jogos mas, caiu um bocado. Mas penso que se Académica pretende se eleger na 2ª volta tem que criar soluções e ter outra postura dentro do campo, pelo menos não sofrer golos e ter um meio campo capaz e uma frente de ataque com melhor qualidade.a comunicação com os jogadores também é importante,com todos estes requisitos, penso que Académica poderá ganhar o campeonato.

  3. anselmo

    Também com uma seleção de velhotes, o Júlio e o Kadok pensavam em fazer uma equipa de velhas – guardas! Li na comp de Bitim ej ê um série candidat à campeões, ma li ne comp d’Bitim!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.