Praia: BAC deteve duas mulheres pertencentes a grupos do crime organizado

27/02/2015 08:10 - Modificado em 27/02/2015 08:10

prisao5A Brigada Anti-Crime da Praia deteve o grupo de jovens que assaltou e intimidou na quarta-feira passada, um agente da PN na zona de Safende. Entre os sete detidos  estão duas  mulheres.

O grupo foi detido na sequência de uma operação montada pela BAC, Brigada de intervenção Anti-Crime. Depois do tiroteio entre a Polícia e o grupo organizado, os sete elementos entre, os quais duas mulheres, foram detidos e entregues ao Ministério Público. Os jovens terão assaltado e desarmado um agente da Polícia que, por sorte, saiu ileso do assalto. Os assaltantes conseguiram roubar-lhe o telemóvel, dinheiro e a arma de serviço.

As duas mulheres pertencentes ao grupo lideravam os jovens que passaram pela Polícia já várias vezes, pela prática de crime de roubo e agressão. Foram encontrados armados com seis armas de fogo, entre as quais “boca bedjo”, facas, catanas, munições, gorros e chaves de fenda.

Segundo avança o porta-voz da BAC da Praia, José Lima, eram cerca das 21h00 desta quarta-feira, quando “um grupo organizado de delinquentes, fortemente armado, atacou um agente da Polícia Nacional, na localidade de Safende, revistando-o e subtraindo-lhe a sua arma de serviço e os seus pertences, tais como telemóveis, carteira com dinheiro e o seu cartão de agente policial, pondo-se em fuga de seguida”. O agente que conseguiu sair ileso do assalto depois de lhe terem apontado cinco armas de fogo, accionou a equipa da BAC que logo montou uma operação de caça ao grupo que foi “concluída com sucesso”.

Depois de alguns momentos de troca de tiros, a polícia conseguiu neutralizar o grupo e foram detidos sete indivíduos, sendo cinco do sexo masculino e dois do sexo feminino.

Com o grupo, foram apreendidas seis armas de fogo, sendo quatro de fabrico convencional incluindo a arma do agente e duas de fabrico artesanal (boca bedjo) e, entre outros materiais, uma catana, facas, chaves de fenda, munições, telemóveis e gorros.

Segundo avança o comissário José Lima, o grupo é composto por elementos com várias passagens pela polícia e vai ser apresentado ao Ministério Público amanhã por volta das 11h00, para o primeiro interrogatório judicial.

  1. deveria por fotos para todo mundo saber quem são eles

  2. JC

    MAIS UMA PROVA DA EXISTÊNCIA DE CRIME ORGANIZADO EM CABO VERDE, NOMEADAMENTE NA PRAIA. QUE SE TENHA EM ATENÇÃO O NÚMERO E TIPO DE ARMAS APREENDIDAS, A IDADE DOS DETIDOS E SEUS ANTECEDENTES. A QUANTOS SERÁ APLICADO O FAMIGERADO TIR? SE ASSIM FOR, AMANHÃ ESTÃO NOVAMENTE NAS RUAS A PROMOVER O CRIME, A ESPALHAR O TERROR E O ESTADO DE INSEGURANÇA POR ONDE PASSAM. PENA QUE NÃO TENHAM SIDO, TODOS ELES, ALVOS DAS BALAS DOS AGENTES QUE OS DETIVERAM. NÃO SE PERDIA NADA. ETA AÍ, CABO VERDE NO SEU MELHOR…

  3. Ema Rodrigues

    O cùmulo é atacar, desarmar e roubar um agente da PN para depois andar aos tiros com a Policia. Como “Bonny & Clyde” chegou à Praia Capital pergunto onde anda a Marisa Morais e seus acôlitos.
    Chamam o Mané Bega e o Markianu para virem dar uma ajuda nisto que é prioritàrio. Se não actuam efectivamente podem encontrar uma reza qualquer para Deus nos socorrer..

  4. Boise Soncente

    Oh man…. ja ta na hora de quando bandido troca tiro ma policia é pa mata tudo.. assim ca tem gastada dinheiro ma ech na prisão…. Oh Deus perdoam… mas ja ca ta da mas…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.