Jovens católicos debatem namoro: “o namoro cristão não exclui a homossexualidade”

23/02/2015 08:03 - Modificado em 23/02/2015 08:06

homosexualidade5O Secretariado da Família da Paróquia de Nossa Senhora da Luz organizou no domingo, 22, um retiro no Mato Inglês, onde os temas em debate foram “Namoro. Tempo de conhecer e escolher. Afectividade e Espiritualidade no Namoro”.

Silviane, vice-presidente  do Secretariado Paroquial  da Juventude esclarece que no “namoro cristão” existe uma maior responsabilidade e que Deus está no centro do relacionamento, o que torna o namoro mais sério. Porém, Silvine disse à RCV que o “namoro cristão” inclui o namoro homossexual e admite que este tema poderá ser debatido num próximo encontro.

O namoro homossexual é um facto, logo Silviane acredita que se deve dar uma atenção especial à homossexualidade e que o namoro cristão não exclui a homossexualidade, “sendo duas pessoas, acredito que Deus aceite o namoro ‘gay’, uma vez que Deus disse que devemos amar os outros assim como amamos a nós mesmos” argumenta a vice-presidente  do Secretariado Paroquial da Juventude. A mesma reforça a sua opinião com as palavras do Papa Francisco que começou a falar abertamente sobre a homossexualidade e admite que “se um gay procurar Deus, quem sou eu para o julgar?” disse o Papa Francisco no regresso do Rio de Janeiro a Roma em 2013 e em Outubro de 2014  um documento do Vaticano declarou que os homossexuais têm “dons e qualidades a oferecer” e indagou se o catolicismo pode aceitar os homossexuais e reconhecer aspectos positivos dos casais do mesmo sexo. Uma vez que estes argumentos mostram um início de mudança, os jovens cristãos de São Vicente pretendem também debater o tema da homossexualidade como tema de um próximo encontro.

  1. ola

    Olá, creio que a vice-presidente devia ler um pouco mais a Bíblia para saber que Deus ainda que ame os gays, de facto ama a todos os pecadores…todos nós, é CONTRA A HOMOSSEXUALIDADE- A Homossexualidade é PECADO porque assim diz a Bíblia que é a autoridade absoluta na vida crista, ainda que pense o contrario o papa, ou qualquer outro lider religioso de qualquer outra religiao.

  2. Cabral

    O namoro católico exclui sim o relacionamento homosexual. Deus criou o homem e a mulher e disse, crescei e multiplicau vos. Se não ele criaria somente homens. De todas as especies ele criou os dois géneros. Os que não possuem género definido, reproduzem sozinho. Este tema é “lavagem cerebral” dos novos tempos para incubrir “sem vergonhice”. Homesexualidade é aberação. Há casos de desvios sexuais naturais. Mas só pelo facto de nascerem “assim” não quer dizer que se deve unir ao ser do mesmo sexo.

  3. carvalho

    Cuidado com o dedo que apontas aos outros porque os restantes volta contra ti. Sejam mais humanos meus caros porque o preconceito não esta com nada. Um dia poderas ter um gay na familia, o que vai acontecer, vais mata-lo ou vais lhe chamar de doente? Na verdade o doente não sera ele mas sim tu! Tenham paz e tenham mais amor para a libertação do nosso planeta azul. Afinal somos um!

  4. rocha

    homossexualidade só
    pudera ser incluído no namoro católico caso passar a reproduzir

  5. Fortes

    Quer dizer, não se lê a bibilia e quando a usa e com um sentido totalmente deturpado. Eu não sei em que bíblia se fundamentou mas com certeza não e a bíblia crista, pois esta deixa bem claro que o homossexualismo e pecado. Apesar de Deus amar sim todas as pessoas porem Ele abomina destas práticas, e como está na ilha de São Vicente posso dizer que isto tudo e só uma jogada para que a igreja católica ganhe mais”fanáticos” ou adeptos que fazem tal pratica, o que me causa profundo indignação.

  6. Lucas Evang. Lima

    Tristes e reprováveis palavras. Nem a Bíblia nem o magistério da Igreja entendem a homossexualidade como manifestação do amor e base da família cristã. Pelo contrário, a sua prática é condenada em termos que não deixam qualquer dúvida tratar-se de um pecado muito grave, contra a natureza. O Papa Francisco com o seu “quem sou para julgar” e seus seguidores querem escrever um novo evangelho. Anatema sit. Non praevalebunt.

  7. Lucas Evang. Lima

    Fortes, se este franquear de portas da Igreja aos pares homossexuais, por parte do Papa Francisco e seus seguidores, resultar mesmo em mais gente assistindo à missa e participando das diversas actividades religiosas, de forma nenhuma são católicos, pois os motivos que os levam para lá fazem parte da fé e da moral da Igreja. Podem afirmar e serem admitidos como tais pelos padres e bispos, mas não são católicos.

  8. Paulo Almeida

    Lamentável! (…). Pensamentos como esse têm destruído a moral da sociedade cabo-verdiana, e o mais intrigante é que as afirmações partiram de uma suposta “líder cristã”. Permitam-me usar a expressão, mas isso é uma VERGONHA! “… o meu povo perece porque lhe falta o conhecimento. Porque tu Sacerdote rejeitaste o conhecimento, …” (Os 4.6); ” … errais, não conhecendo as escrituras, nem o poder de Deus.” (Mt 22.29)

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.