CMSV e Ministério da Cultura em sintonia

18/02/2015 08:56 - Modificado em 18/02/2015 08:56

augusto neves e mário lúcio _600O Presidente da Câmara Municipal de São Vicente e Ministro da Cultura consideram que o arranque do Carnaval Mindelense foi em grande com o grupo Samba Tropical que trouxe quase 800 foliões às ruas do Mindelo e ambos estão satisfeitos com esta demonstração cultural.

O Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, disse à RCV que assistiu a um grande desfile “ do nosso Samba Tropical”. Este que desfila todas as segundas-feiras que antecedem ao dia do Carnaval. Augusto Neves acrescenta que foi uma folia muito bonita, no qual o grupo já habitou o povo mindelense, para além de ter gostado imenso do desfile o presidente frisa que “ é isso que é São Vicente” e assegura que a edil mindelense está sempre em busca deste produto turístico e económico que é o Carnaval. Desta forma garantindo que São Vicente possa ter momentos melhores e mais agradáveis para toda a população, afirma Augusto Neves. Este e o Ministro da Cultura, Mário Lúcio, estão em sintonia no que toca ao Carnaval Mindelese.

Mário Lúcio dá destaque as iniciativas privadas e acrescenta que “fico feliz ao ver que não é necessário intervenção pública para que a Cultura aconteça, visto que a Cultura pertence ao povo e este sempre existiu porque as pessoas criaram uma entidade cultural, hoje temos frutos dessa criação”. Porém o Ministro da Cultura defende que o papel do Estado quer dos municípios é facilitar e orientar políticas para que as convivências sejam pacíficas e que tenham impacto na economia.

  1. Pedro Silva

    Mas nós em S. Vicente pagamos a RTC e, hoje, um dia mais do que justificável, o programa Show da manhã deveria ser emitido a partir do Mindelo. Por que não? Os eventos aqui são de pouca importância Qual é o evento que algum dia é coberto em directo pela RTC ( televisão) ; É que os que acontecem são os “maximes” ; Não é uma questão de exigência, é sim, de equidade; Pensem mais em expandir a difusão dos nossos eventos; Por exemplo: o nosso carnaval até foi objecto de um tratamento cuidado da SIC.

  2. Carnaval sim, mas fora dos partidos politicos. Agora no que diz respeito aos desfiles, acho que está na hora de separmos as coisas, Sábado e Domingo ser exclusivamente para os grupos de animação e os desfiles da criançada, e na terça feira de Carnaval com grupos oficiais reservado aos jovens e adultos e também limitar o nº de figurantes para cada grupo, trás mais qualidade e limitar a faixa etária de participação como no Brasil em que proibem as crianças de desfilar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.