Familiares e amigos choram a morte de Danielson: autor do disparo continua a monte

12/02/2015 08:08 - Modificado em 12/02/2015 14:51

vitima morto a tiroA morte do jovem estudante, Danielson Pinto deixou consternados os familiares, amigos e a comunidade estudantil. Estes pedem que seja  encontrado o responsável pela morte do estudante do último ano do curso de Ciências Empresariais.

Danielson Pinto, estudante do 4º ano do curso de Ciências Empresariais na Universidade de Cabo Verde foi morto a tiro em Achadinha, Praia, e não ainda não se conhece o responsável pela sua  morte.

Segundo os colegas , ele não era  jovem delinquente, nem fazia parte de qualquer grupo de “thugs”. Danielson era um rapaz, calmo e sereno. Edmilson de Brito, colega de Danielson diz estar revoltado e indignado porque a violência ganhou uma grande dimensão em Cabo Verde: “ o mal começou a vencer o bem. Os familiares e amigos de Danielson pedem que seja encontrado o atirador que tirou a vida do jovem e que a justiça seja feita.

Quem também lamentou a perda foi o Presidente do Conselho Directivo da Escola de Negócio e Governação, José Jorge. Para o presidente é uma tristeza muito grande perder um bom aluno, jovem que durante quatro anos  se dedicou aos estudos e  que poderia vir a ser um bom técnico. A notícia deixou a comunidade estudantil  consternada.

O  jovem foi baleado na madruga de  quarta-feira , 11, na zona da Calabaceira , cidade da Praia. Foi transportado para o hospital por um taxista  onde chegou morto. As autoridades policias ainda não identificaram o autor do disparo e tão pouco sabem qual foi  o móbil do crime. Entretanto o Governo faz rolar cabeças nas chefias das forças responsáveis pela segurança pública ; discute o aumento das penas para crimes de sangue ; a ministra do  interior assiste no  ar condicionado do seu gabinete na Várzea  na certeza , só deles, que com essas medidas vão diminuir a criminalidade …. Entretanto na cidade da Praia mais uma pessoa é assassinada e o assassino está a solta  enquanto os discursos e debates … continuam … no ar condicionado.

  1. Continuam a solto, e com certeza na expectativa de cometer outro crimi

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.