FECAP e SINDEP mantêm o pré-aviso da greve: Já não confiam na Ministra

12/02/2015 07:21 - Modificado em 12/02/2015 07:21

greve advogadosA Federação Cabo-verdiana dos Professores (FECAP) e o Sindicato Nacional dos Professores (SINDEP) mantêm a greve para os dias 24 e 25 de Fevereiro, apesar das negociações feitas com o Ministério da Educação.

A Federação Cabo-verdiana dos Professores irá reforçar a luta dos docentes com a entrega ao Ministério da Educação de um pré-aviso de greve dos seus filiados. O presidente da FECAP, João Pedro Cardoso, esclarece a RCV que a convocação da greve para os dias 24 e 25 de Fevereiro está relacionada com as reivindicações pendentes, como as reclassificações, as progressões na carreira assim como a entrada no quadro profissionalizado. Todavia o presidente da FECAP disse que “os professores não devem perder mais sono na questão do aumento da idade da reforma para 34 anos de serviço e 60 de idade”. A questão da idade já está ultrapassada, visto que a FECAP chegou a um entendimento com o Ministério da Educação. João Pedro Cardoso considera que já é uma vitória, porque seria uma situação que comprometeria a qualidade do ensino.

O Sindicato Nacional dos Professores por sua vez prossegue também com a paralisação das aulas nos dias previstos juntamente com a FECAP, porque o presidente da SINDEP, Nicolau Furtado, pensa que alguns pontos da negociação não serão consensualizados, mas garante que terá abertura para as negociar em busca de um consenso com o Ministério da Educação. Porém Nicolau Furtado acrescenta que “as negociações deverão ser concretas para a satisfação das aspirações professores”. Mas Furtado  disse numa entrevista a RCV  que Já não confia nem na ministra ,nem  no Ministério da Educação.

  1. mateus

    E o presidente da FECAP falou há pouco na RCV que irá levar o Estado a tribunal. Acho justo, pois quando devemos o IUR nos cobram juros e taxas. O estado deve ser responsabilizado.E não esqueçam de falar a Sra ministra e ao camarada Jose maria Neves que vamos congelar as notas se as nossas revindicações não foram levadas em conta. Dessa vez o povo acordou e muitos governantes (ex o JMN) não irá conseguir dormir.

  2. injustiçado

    GREVE? SÓ SE FOR DO GRUPO QUE SAI FREQUENTEMENTE NOS BO.(pois vão deixar de sair) É QUE NÓS OS OUTROS, DEFENDEMOS UMA MUDANÇA PROFUNDA DO SISTEMA

  3. Nelson Cardoso

    “O Sindicato Nacional dos Professores por sua vez prossegue também com a paralisação das aulas nos dias previstos juntamente com a FECAP”, não corresponde à realidade. É o contrário. A FECAP (Federação de que sindicatos?) é que veio juntar ao SINDEP, sR. JORNALISTA. A proposta da FECAP era de 30 de serviço e depois passou para 32 anos de serviço e 55 anos de idade. SINDEP sim, sempre defendeu a manutenção do quadro actual: 32 anos de serviço OU 55 anos de idade.

  4. Nelson Cardoso

    Quem anunciou a luta 1º, foi a FECAP? Não. Está a aproveitar-se da atenção do professores no momento e fazer propaganda. Reparem que somente hoje dia 12 é foi entregar o pré-aviso da Greve. Ouviu os professores? Quando? Quem? A lluta é organizada pelo SINDEP, de acordo com os professores, e está aberto a todos professores.

  5. revoltado

    Estou plenamente de acordo com o injustiçado. Os problemas da classe docente vão muito mais alem dos indicados para fazer greve. A começar pela incompetência e ditadura de certos directores de escola. Alias muita coisa vai mal neste pais. A greve devia ser geral

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.