Agressão à catanada de indivíduo que foi suturado com 150 pontos

10/02/2015 01:05 - Modificado em 10/02/2015 01:05

juiz3O Tribunal da Comarca de São Vicente procedeu, na manhã desta segunda-feira, ao julgamento de dois indivíduos da zona do Madeiralzinho, São Vicente, que se envolveram numa briga, há cerca de um ano ,  com catanas e facas que resultou num banho de sangue, tendo sido um dos arguidos atingido no corpo com várias catanadas e  suturado com cerca de 150 pontos.

Os arguidos acusados pelo crime de agressão física qualificada e simples, respondem também pelo crime de detenção de arma. Tudo aconteceu em Janeiro do ano passado, quando os dois indivíduos se envolveram numa briga com agressão física.

Um dos arguidos esteve internado no Hospital Baptista de Sousa durante uma semana, na sequência de uma briga com um vizinho, proprietário de uma loja (o outro arguido) que lhe desferiu várias catanadas provocando-lhe vários ferimentos pelo que teve de ser suturado com cerca de 150 pontos.

O caso ocorreu na loja de um dos arguidos, quando a vítima que também é arguido no processo, saindo de uma partida de futebol, se dirigiu juntamente com alguns amigos à loja. Sob o efeito de bebidas alcoólicas, a vítima provocou distúrbios que geraram conflitos entre o outro arguido proprietário da loja.

Na sequência do desentendimento ambos se exaltaram, tendo o dono da loja recorrido a uma catana desferindo diversos golpes no corpo do segundo arguido.

A vítima responde também na qualidade de arguido porque desferiu uma facada na mão da esposa do proprietário da loja, pelo que esta teve de ser submetida a uma operação num dedo que ficou sem qualquer movimento. A mesma avança que é doméstica e era sempre solicitada para lavar roupas como modo de sustento e não desperdiçava a oportunidade, mas hoje não consegue trabalhar devido à impossibilidade de mover a mão.

De acordo com uma das testemunhas, o desentendimento terá sido motivado pela vítima também arguido que, no entanto, não se recordava com nitidez dos factos ocorridos.

Os arguidos deverão regressar ao Tribunal no próximo dia 16 de Fevereiro para a leitura da sentença.

  1. Helder

    Escrita um pouco complicada este texto ai.

  2. Tchenta

    min copriendé nada dess nuticia six uvi? cuidode ne da nuticia tao confuzentz ke nné nos tude ke esperte

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.