JHA defende reformas para melhorar justiça

5/02/2015 08:13 - Modificado em 5/02/2015 08:13

janirahopfferalmadaA nova presidente do PAICV, Janira Hoffer Almada, foi recebida pelo Presidente da Republica. No encontro foram  abordados vários assuntos  entre os quais a situação da justiça. Janira defendeu o agravamento das penas “como parte de uma abordagem que deve ser mais abrangente”.

Afirma que  “Defendemos uma profunda reforma judicial e judiciaria que passa não só pelo agravamento das penas, mas também pela revisão do código do processo penal, e a adopção de mecanismos jurisdicionais alternativos de modo a diminuir o tempo de decisão.

Acrescenta  também que a melhoria do sistema passará por encontrar mecanismos para apostar mais na formação dos agentes judicias de forma a ter condições para aumentar a sua responsabilização.

  1. Maria José

    Mas nao é o partido dela que está no poder desde 2001? Nao é o Pai dela que foi Ministro da Justica e da Informacao na primeira República de 1975 a 1990? Nao é ela que está como Membro de Governo há mais de 4 anos? Nao foi o partido dela a criar toda esta situacao? Vai pro diáb e nao venha com manobras dilatórias para enganar os caboverdianos. Estamo com olhos abertos e à tua espera !!!!!!!!!!!!

  2. Maria José

    Agora ela anda sempre acompanhada daquele sanguinário de Joao Pereira Silva (Pererona). O Sr. Regente Agricola (engenheiro? ahaha). Só xuxadeira na nossa Terra.

  3. SIlvério Marques

    Esta senhora só fala em generalidades. Há um acordo para a reforma da justiça. O que é que foi feito e o que falta fazer ? Para já, o tribunal de polícia ou das pequenas causas ainda NADA; o tribunal da relação, NADA e por aí fora. Por outro lado, Nas prisões os presos de sangue estão totalmente á vontade, recebendo tudo e todos. O exemplo é o preso que fugiu. Esta senhora, estando o seu partido no poder depois de 14 anos não pode vir aqui dizer coisas. Tem é de agir. FALAR APENA ?

  4. SIlvério Marques

    Se ela tem ideias, porque não as põe em prática ? Aumentar as penas, para prisão perpétua ? para 30 anos ? Eu não gosto de quem lança apenas fumaça. Tem de falar coisas concretas.

  5. Roberto Silva

    O agravamento ou desagravamento das penas não provocam a reforma da justiça e nem precisam de ser alterados. O que precisarmos é o recrutamento de mais magistrados judiciais e do ministério publico, bem como pessoal auxiliares para julgarem os casos pendentes e dar baixa em todos os casos considerados de bacatelas judiciais. A justiça deve ser entregue aos agentes judiciais para fazerem a justiça e serem controlados por estruturas criadas para o efeito. Temos bons juristas e advogados e uma leg .

  6. PACIENTE

    Reformas sim, mas sem mexida nos orgãos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.