Abuso sexual de menor: Tribunal do Paul condena idoso de 81 anos a três anos de prisão com pena suspensa

30/01/2015 08:06 - Modificado em 30/01/2015 08:06

abuso sexualO Tribunal da Comarca do Paul procedeu à leitura da sentença dos 14 arguidos acusados do crime de prática de violação de menor em Pontinha de Janela. Apenas nove dos arguidos foram condenados a penas de prisão ente os quatro e os oito anos, enquanto que ao idoso foi aplicada uma pena de três anos, pena que ficou suspensa por um período de cinco anos tendo em conta a idade avançada.

Os catorze suspeitos com idades compreendidas entre os 25 e os 81 anos acusados de violarem uma menor em Pontinha de Janela, Paul, Santo Antão, no ano passado, conheceram a sentença. Cinco dos arguidos foram absolvidos enquanto que os outros nove foram condenados a uma pena de prisão entre os quatro e os oito anos.

Vicente Maria Delgado de 81 anos foi condenado a três anos de prisão mas, devido à idade avançada, a pena foi suspensa por um período de cinco anos.

Manuel Jesus Delgado e Celestino da Luz Mota deverão cumprir uma pena de sete anos e uma indemnização de 100 contos.

Ruben Manuel Ramos Lopes e Carlitos Esteves, deverão cumprir penas de 4 e 6 anos de prisão e ainda pagar uma indemnização de  mil contos à vítima. César da Cruz Santos e António Manuel Alves foram condenados a uma pena de sete anos e dez meses de cadeia e pagar uma indemnização de 100 contos.

O Tribunal teve mão ainda mais pesada com os arguidos Hirondino Eduardo Lopes e Alcídio Manuel dos Santos, condenados a uma pena de oito anos e dez meses de prisão e uma indemnização à vítima no valor de 150 mil escudos.

O caso insólito e inédito abalou a população de Pontinha de Janela. O caso chegou à Polícia Nacional através de uma denúncia que levou a uma investigação para se apurar a veracidade dos factos. O Ministério Público e a PN realizaram diligências junto da criança de 12 anos que identificou os homens com quem manteve relações sexuais. As instâncias judiciais investigaram os factos que apontam que os indivíduos aliciavam a menor com dinheiro e outras ofertas.

  1. Eduardo Oliveira

    Que a sentença seja publicado e anunciada para que seja tomada como EXEMPLO para futuros manhentos e pedôfilos. So assim se pode viver entre humanos.

  2. stibuss

    espero que seja rebarbado na prisão, se fosse no brasil ele estava condenado……..entreguem ele ao violador do bolha

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.