Fuga do recluso de São Martinho desencadeia reacções nas redes sociais

30/01/2015 07:57 - Modificado em 30/01/2015 07:57

redes-sociaisAtravés das redes sociais, os cabo-verdianos manifestaram a própria indignação em relação à fuga do ex-fuzileiro e criminoso que fugiu armado da Cadeia de São Martinho, na Praia. A sociedade cabo-verdiana reagiu exigindo uma versão verdadeira que explique a fuga do recluso e questiona sobre o tratamento dado ao recluso considerado perigoso e que vivia no  presídio em  regime aberto.

A sociedade não ficou indiferente quanto à fuga do recluso Evanildo que evadiu da Cadeia de São Martinho depois de se ter apoderado de uma metralhadora AKM munida de 30 munições.

O criminoso Evanildo encontrava-se na Cadeia de São Martinho a cumprir uma pena de 23 anos de prisão por ter violado, assassinado e queimado uma jovem em São Domingos. A fuga do ex-fuzileiro provocou pânico no seio da população cabo-verdiana.

As reacções nas redes sociais mostram a indignação da população que não se conforma com as declarações dadas pelo director da Cadeia de São Martinho[1] que explicou como ocorreu a fuga do recluso considerado perigoso e que se encontrava em condições de regime aberto.

Gerson Murim acredita que houve grande falha na cadeia e que a verdade deverá vir à tona, porque um agente prisional deverá estar preparado exactamente para esse tipo de situações, pois nas cadeias de Cabo Verde pode acontecer de tudo. O mesmo questiona as declarações do director e pergunta como é que o recluso teve conhecimento do sítio onde guardavam as armas.

Quem também não acredita nas declarações é Fernando Lopes Dimande que afirma que a história está mal contada e que os cabo-verdianos precisam de conhecer a verdade.

Já no comentário do assinante Cidadão CV, o mesmo considera bastante grave que um preso perigoso esteja numa cadeia em regime aberto, passeie de manhã à noite, trabalhe na cozinha e sirva cafezinhos aos guardas. Isto é que é boa vida. Tudo ao molho e fé em Deus.

Recorda-se que o recluso Evanildo morreu no HAN, depois da operação da caça ao homem realizada pela Polícia. O  fugitivo foi cercado em São Domingos e houve troca de tiros, acabando este por disparar contra si mesmo.

  1. Eduardo Oliveira

    Evanildo evadiu com armas e badagens. Não foi para passar um bom fim semana mas para liquidar mais alguns e sabia que arriscava a vida. Conseguiu lançar o pânico na maior ilha do arquipélago e a Policia conseguiu a sua captura antes de ter cometido qualquer vingança. Portanto… acabou. Basta de curiosidade mal sã !!!

  2. pj

    pois é… contra si mesmo…. foi prop policia que matal… ma foi bem fete… porquê tentá enganá nôs…. moda um pessoa dze na FB foi “morte matada”… bandidos tem que cabá tudo assim…. matóde e tchau!

  3. Antonio

    Os responsavel por essa situação deveria ser o director em primeiro e depois os subordinados, tendo en conta que um preso nessas condiçoes nunca deveria ter essas regalias. O preso deveria ser condenado a pena perpetua mas infelisment nao existe em cv, qta mais sircular.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.