Pelouro do Ambiente e Saneamento da CMSV: Faz balanço positivo de 2014

29/01/2015 07:00 - Modificado em 29/01/2015 08:13

anildo fortesApesar de considerar o ano anterior “extremamente difícil”, o Pelouro do Ambiente e Saneamento da Câmara Municipal de São Vicente faz um balanço positivo das actividades e prevê um ano 2015 ainda melhor.

Anildo Fortes, Vereador do Ambiente e Saneamento da Câmara Municipal de São Vicente diz que o ano passado foi um ano “extremamente difícil em termos financeiros”. Sendo uma ilha bastante exigente, o Pelouro do Ambiente e Saneamento afirma ter tentado manter o nível fazendo o trabalho diário na recolha do lixo, no melhoramento do sistema de recolha, na aquisição de mais equipamentos, tudo para manter o estatuto de uma ilha limpa.

Para o Vereador, as perspectivas para o ano em curso não serão fáceis tendo em conta os fracos recursos, mas promete não poupar esforços com base nos recursos financeiros disponibilizados.

A CMSV perspectiva a aquisição de viaturas de recolha do lixo e o trabalho da nova lixeira Municipal deverá iniciar em breve uma vez que parte do financiamento se encontra disponível. Para a melhoria do sistema da rede de esgotos, a Câmara pretende candidatar-se ao projecto MCA. Na sequência do projecto, em conjunto com a CMSV, a Electra vai iniciar o trabalho de ligação a rede e água, um projecto orçado em mais de cem mil contos.

Para responder às várias reclamações dos munícipes, a CMSV pretendia alterar o horário da recolha do lixo mas, de acordo com um inquérito realizado, notou-se que 65% da população prefere manter o actual horário. O nível da satisfação também surpreendeu o Pelouro, uma vez que 79% da população se mostrou satisfeita com o sistema de RDU no local de residência.

Apesar das dificuldades em termos de meios de rega, a criação e manutenção dos espaços verdes é também uma preocupação do Pelouro do Ambiente e Saneamento que pretende estender a rede de esgotos a nível da ilha numa cobertura de cerca de 78% de ligações domiciliárias.

Na lista das perspectivas está ainda a recuperação de algumas sentinas ou fontanários com o objectivo de levar a água cada vez mais perto à população, a manutenção de algumas infra-estruturas como o Cemitério, a manutenção das estações de bombagem.

Quanto à problemática dos cães vadios, apesar de reconhecer o aumento de animais abandonados, a Câmara pretende continuar com o trabalho de sensibilização e recolha diária dos cães.

Anildo Fortes reconhece a colaboração da maioria da população mas, há uma franja da população que não tem tido um bom comportamento, colocando o lixo fora dos horários e em locais inapropriados, destruindo o bem público. O Vereador apela à população para colaborar com o Município para o bem de uma sociedade mais limpa e saudável.

  1. muita lata

    invasão canina nas ruas, culpa do governo. motos fazendo barulho madrugada, culpa do governo. musica ate altas horas culpa do governo.LOGO BALANÇO POSITIVO PARA CAMARA E NEGATIVO PARA GOVERNO,

  2. inquérito falso

    se foi um inquérito pe muda horário de carro alguns que teve conhecimento pq tcheu gente te reclama inclusive mim pq hora q as vezes es te passa pssoas tem bai pe traboi então única solução é coloca quel lixo perto porta pe qdo es chega pes leval.~
    se carro tava passa ne hora de almoço onde maior Parte de pssoas estod na casa ca tinha tonte lixo colocado na rua não acham? e sem conta que as vezes es te passa volta de 10h outras vezes aprtir de 15h.
    es ca tem um horário fixo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.