Merkel quer que Putin exerça influência sobre separatistas

26/01/2015 08:25 - Modificado em 26/01/2015 08:25
| Comentários fechados em Merkel quer que Putin exerça influência sobre separatistas

merklA chanceler alemã, Angela Merkel, teve este domingo uma conversa telefónica com o presidente russo, Vladimir Putin, e exigiu-lhe que exerça a sua influência sobre os separatistas pró-russos da Ucrânia para pôr fim à escalada da violência.

Segundo um comunicado do Governo alemão, Merkel instou todas as partes a respeitar os acordos de Minsk, assinados em setembro por Kiev e pelos separatistas, com mediação da Rússia e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Merkel também falou com o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, apresentou-lhe condolências pelos 30 mortos nos bombardeamentos de sábado em Mariupol, onde foi lançada uma ofensiva dos separatistas, e pediu-lhe para fazer o possível para que seja alcançada uma “solução pacífica” para o conflito no leste da Ucrânia. A chanceler pediu ainda uma reunião do denominado grupo de contacto trilateral, com representantes da Ucrânia, Rússia e OSCE.

O presidente francês, François Hollande, também contactou o seu homólogo ucraniano e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, para exprimir a sua “muito forte preocupação” com os acontecimentos em Mariupol, indicou a presidência francesa à AFP. Na segunda-feira, Hollande deverá falar com o seu homólogo russo e com a chanceler alemã, de acordo com a mesma fonte.

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.