Universidades tomam medidas para obrigarem alunos a pagarem as propinas

25/07/2012 00:28 - Modificado em 25/07/2012 00:28

Com o fim do ano lectivo a preocupação das universidades centra-se no pagamento das propinas dos alunos. As acções são tomadas de forma que tudo esteja regularizado. De universidade para universidade foram tomadas várias medidas no sentido de se conseguir o pagamento das propinas em dívida.

 

O trabalho realizado de forma a consciencializar os alunos da necessidade de quitar as duas dúvidas. Em declarações ao NN algumas universidades mostram-se satisfeitas com o nível de pagamento das propinas durante este ano lectivo. Mas o NN sabe que existem universidades que passam por dificuldades de tesouraria devido as dívidas dos alunos. A principal medida adoptada pela totalidade das instituições de ensino superior consiste em cobrir as notas dos alunos em dívida como forma de garantir o pagamento.

Marina Ramos, do conselho directivo da Uni-CV em Mindelo, diz que a “base está na boa comunicação”. A instituição privilegia a comunicação com os alunos de forma que ficam a par do contracto que assinam e dos compromissos que assumem com a instituição. A Uni Mindelo por outro lado privilegia o mesmo método. Os alunos em atraso podem negociar com a universidade o pagamento das mensalidades. “Recebemos cartas e de propostas e quase sempre as validamos”, avança Risanda Soares da coordenação dos serviços académicos da uni Mindelo. Montenegro Fiúza da Universidade Lusófona afirma que a sua instituição ajuda os seus alunos dentro das suas possibilidades.

O foco principal das universidades são os alunos em fim de curso. Para eles a atenção é redobrada, mas também têm medidas para obrigar os finalistas a regularizarem as dívidas antes de saírem da universidade. Além de um maior acompanhamento, esses alunos ficam impossibilitados de entregarem as suas monografias na uni Mindelo, e na Uni-CV e não tem acesso ao certificado de conclusão de curso.

Estas medidas são impostas numa situação em que as universidades necessitam do dinheiro das propinas para puderem funcionar.

  1. Danisia Santos

    Vão investigar com mais ênfase a UNICV-ex isecmar, o que disseram não vai de encontro à realidade. É uma univ.que se preocupa não com o ensino, mas sim em encher os bolsos do governo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.