Os internautas reagem a morte da recém-nascida que aguardava evacuação no HBS

12/01/2015 07:00 - Modificado em 12/01/2015 10:34

bebeA pequena Vanderleia nasceu no passado dia dezoito de Dezembro no Hospital Baptista de Sousa com uma doença rara chamada “Gastrosquise” e aguardava pela evacuação para Portugal. Volvidos vinte e dois dias do seu nascimento, a criança não resistiu e faleceu, uma situação que despoletou contestação no seio dos internautas deste online.

Os internautas deste jornal reagiram perante a situação da morte da pequena Vanderleia que aguardava pela sua evacuação[1]. A recém-nascida não resistiu à doença e faleceu no Hospital Baptista de Sousa, após vinte e dois dias do seu nascimento.

A recém-nascida nasceu com os intestinos fora do abdómen, uma doença rara conhecida por “Gastrosquise” e aguardava a decisão dos médicos em Portugal para ser evacuada para tratamento.

A mãe da bebé, temendo o pior, lutava para que a filha fosse evacuada. A mãe conta que se encontra desempregada e que o pai da criança ganha o seu sustento lavando carros e, por isso, apelavam às autoridades competentes para apressarem a evacuação da filha porque, segundo os médicos, a menina corria sérios riscos de vida. Diante de uma situação delicada, os pais reuniram todos os documentos solicitados e entregaram-nos ao Hospital, ficando assim a aguardar por uma boa notícia.

Leila temia que os resultados chegassem tarde demais e que a filha não pudesse ser evacuada, como aconteceu com outros bebés nascidos neste hospital. Volvidos vinte e dois dias, a criança não resistiu. Aconteceu o que a mãe mais temia. A recém-nascida faleceu sem que chegasse a autorização para a sua evacuação para Portugal.

Os internautas deste online reagiram à situação considerando uma clara desigualdade entre as classes sociais. Descontente, “Baca Brabu” realça que “se as desigualdades continuarem, vai haver descontentamento e, provavelmente, mais tiros aos familiares dos governantes…”

Revoltado, o internauta que se identificou por Pina, acrescentou que “o filho do Primeiro-ministro, que se passava bem, foi evacuado logo…. Isso revolta-me demais…”

Muito convicto, SBH diz: “É sempre assim, esperam o pior acontecer. O mesmo acrescenta ainda que “se fosse um funcionário do HBS não aguardavam tanto tempo.… Falo com conhecimento de causa, pois conheço uma funcionária desse hospital que foi evacuada para Portugal, indo ela com os seus próprios pés e com um sorriso na cara… Cabo Verde não está para o seu povo, mas sim para alguns”, desabafa o internauta.

Partilhando da mesma opinião de outros internautas “Uvid Impe”, acrescenta: “Filho do 1º Ministro de certeza foi evacuado à custa dos Impostos do povo de Cabo Verde”.

  1. VERDADE

    É VERDADE NÃO É PRECISO DIZER MAIS NADA ……ESTE CABO VERDE

  2. Povo

    É triste o que temos vindo a constatar nesses últimos tempos por parte dos nossos governantes precisamos mostrar a eles que o verdadeiro poder é nosso e responder lhes a altura k ele merecem em prole dos nossos interesses a quando das eleições a hora em que todos colocam o focinho para fora da toca ….. precisamos fazer valer a nossa voz o nosso grito de Liberdade …………..

  3. roxana aguilera

    y yo dije q esta enfermedad Tiene Diagnostico PRE-NATAL desde las 12 semanas de gestacion por ultrasonido !!!,.en CV hay radiologas esperando trabajar en el PUBLICO hace un ano y la ministra Cristina Fontes NAO LE IMPORTA , solo diz en la midia ;nao hay recursos humanos ;sera q ela pode dormir tranquila ? La IGNORANCIA es asi !!
    Este pais tiene internet para NAO dejarse enganar por NADIE :

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.