Segurança: MpD dá conselhos ao Governo mas não apresenta medidas concretas

6/01/2015 08:07 - Modificado em 6/01/2015 08:07

SEGURANÇAEm  comunicado o MpD manifesta a sua  preocupação “ com a frequência com que uma determinada tipologia de crimes tem ocorrido em Cabo Verde.” Embora  o comunicado não mencione directamente o atentado contra o filho do primeiro-ministro , mas deixa os destinatários adivinharem que é sobre isso que fala.

E depois  continua  dizendo que “As ameaças ao Estado de Direito Democrático e às suas instituições fundamentais têm ganhado corpo e atingidos níveis de concretização que exigem uma redobrada prioridade do País à problemática da Segurança, com destaque para os crimes relacionados com o narcotráfico cujo combate deverá ser erigido como objectivo maior nas relações de cooperação e parcerias internacionais “ .Nesse sentido o MpD defende que um país pequeno e vulnerável como Cabo Verde tem que ancorar o seu desenvolvimento em dois factores fundamentais: a Segurança e a Confiança. São condimentos fundamentais que de um momento para o outro podem ser desconstruídos, fragilizados e perdidos, com impactos negativos sobre a economia e a vida das pessoas. São por isso construções que precisam de uma base sólida, consistente, estável e previsível. Garantir segurança aos cidadãos deve ser o objectivo número um do Governo”. Só que o maior partido da oposição no seu comunicado  não aponta nenhuma medida  que acha que o governo deve tomar para fazer face a “  determinada tipologia de crimes tem ocorrido em Cabo Verde”.

Limita-se a  dar conselhos .E estes .como diz  povo , se fossem bons não se davam : vendiam-se !

  1. Silvério Marques

    Desafio o Notícias do Norte a citar um único caso no Mundo onde os partidos da oposição de dentro ou fora do arco da governação que são capazes de apresentar medidas concretas seja para o que for. Quem governa é que meios para apresentar medidas concretas e levá-las a cabo dentro da gestão do orçamento geral do Estado. A oposição em todo o Mundo só pode apresentar medidas abstractas. Não tem meios para mais.

  2. Silvério Marques

    Desafio os leitores e indicarem-me um único país no Mundo onde os partidos da oposição de dentro ou fora do arco da governação que seja capaz de apresentar medidas concretas seja para o que for. Quem pode apresentar é quem governa já que ele e só sabe dos meios disponíveis. Para o combate ao crime o partido A, na oposição, pode propor, por exemplo, a colocação de vigilância por satélite com alta penetração. É uma proposta concreta. O Governo diz não temos verba para tal.

  3. Silvério Marques

    Quem gere o orçamento e tem capacidade de fazer transferência de verbas é quem governa. Se uma proposta concreta não estiver prevista no orçamento tem o poder de fazer compensações. Não sejamos tão exigentes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.