Homem agredido, apedrejado e ameaçado de morte por vizinho

5/01/2015 08:22 - Modificado em 5/01/2015 08:22
| Comentários fechados em Homem agredido, apedrejado e ameaçado de morte por vizinho

socoCésar Neves é extractor de inertes na zona de Covada de Bruxa, em São Vicente, há vários anos e diz ter sido agredido com uma pedra e ameaçado de morte várias vezes pelo seu vizinho que o impede de trabalhar.

Desde 2001 que César Neves diz fazer extracção de pedra na sua zona, mas a sua vida tem sido ameaçada por um indivíduo que veio construir a própria casa perto do local onde trabalhava. César Neves diz que a extracção de pedra nos arredores da zona é o seu ganha-pão e há muitos anos que faz esse trabalho sem incomodar as pessoas e, muito menos, prejudicá-las.
O extractor avança que quando o vizinho veio construir a casa no local onde trabalhava, retirou-se do local, afastando-se cerca de cinquenta metros da residência mas, depois da extracção, deixava o material próximo da residência para ser transportado por viaturas.

O mesmo conta que o vizinho que muitas vezes o incentivava no trabalho, agora tem vindo a ameaçá-lo de morte, mas isso, por intriga de outras pessoas. Tem-no insultado e até mesmo chegou a ser agredido com uma pedra. César diz que quando foi trabalhar de manhãzinha, o vizinho chamou-o e prometeu matá-lo e enterrá-lo caso continuasse a extrair pedras nos arredores da sua casa.

A vítima conta que o caso está sob a alçada do Tribunal da Comarca de São Vicente. No dia 29 de Dezembro, os dois indivíduos foram ouvidos pelo Juiz que os aconselhou a evitarem-se um ao outro. O extractor diz temer pela sua vida, portanto, diz estar atento porque uma ameaça de morte pode ser consumada a qualquer hora, pois trabalha em sítios perigosos. O agressor pode tentar consumar a sua promessa, mesmo depois de ter sido ouvido em Tribunal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.