Alunos revoltados com a retirada de placa que homenageava professor falecido

24/07/2012 01:39 - Modificado em 24/07/2012 01:48

Alunos de Comunicação da Universidade Lusófona de Cabo Verde, estão em pé de guerra com a referida Universidade, porque a direcção retirou uma placa da sala de Multimédia onde homenageavam o professor Aníbal Cabral.

Os alunos organizaram uma semana de Comunicação, de 25 a 30 de Junho, na qual foi apresentado um projecto a Administração sobre as actividades a serem realizadas durante a semana, no projecto constava que os alunos iriam dar a sala de Multimédia o nome de Aníbal Cabral falecido no passado mês de Junho. O projecto foi aprovado pela Universidade e dias depois retiraram a placa sem informar os alunos.

Neu Lopes, discente da Universidade Lusófona informou-nos que ficou surpreendido ao saber por colegas que a placa tinha sido retirada, sem ter nenhuma explicação por parte da ULCV. O discente afirma ter feito um projecto, onde a Administração aprovou e que foi feita uma cerimónia para colocar a placa, onde esteve presente a Reitora da Universidade e também a comunicação social. Para Neu Lopes a Universidade não tratou os alunos condignamente. “ Ficamos desanimados e desacreditados, porque isso foi até divulgado na Comunicação Social.”- Diz Neu Lopes

Para Arilizia Rodrigues, aluna de jornalismo, considera que a Universidade não tratou os alunos com o devido respeito, “ deveriam chumbar essa iniciativa logo de inicio, tínhamos que ser informados da intenção de retirar a placa, mas fizeram isso sem nos dizer nada”

NN contactou a Administração da Universidade Lusófona que nos informou que a Universidade tomou conhecimento do projecto, mas disse a professora Ana Fernandes, que estava à frente do projecto, que a placa seria colocada somente durante a semana de comunicação. Para Lenilda Duarte houve falta de comunicação entre a professora e os aluno. A Universidade informa que não pode colocar o nome de nenhum professor, porque essa decisão cabe ao dono do estabelecimento.

NN tentou  contactar professora Ana Fernandes,  mas está fora do País por isso não foi possível ter mais esclarecimentos sobre o assunto.

 

  1. neulopes

    É uma vergonha o que a ULCV fez, mas também tenham cuidado com as declarações nas vossas notícias. Os adjetivos tê imenso peso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.