Natal 2014: quando o Natal rima com falta de dinheiro

18/12/2014 07:19 - Modificado em 18/12/2014 08:04

crise natalO Natal já está à porta. É uma festa tradicional no seio das muitas famílias mindelenses. Falando com alguns jovens, estes já o vivem como uma festa familiar e uma oportunidade para as famílias se reunirem e conviverem. O NN quis ter uma antevisão destes jovens sobre esta festa cristã para este ano.

 

Ao que parece, para os nossos entrevistados a festa não aparenta ser fácil. A falta de trabalho para uma época que pede algum consumo é o facto mais citado que faz com que o Natal deste ano seja um pouco difícil. Para Indira Jesus “mais ou menos” é assim que perspectiva o Natal. “Porque todos os natais têm que ser com dinheiro e agora, estou sem trabalho e sem dinheiro”, desabafa.

A tradição diz que deve haver prendas para que o Natal seja Natal. “Prendas estão escassas. O pessoal está sem trabalho e o mundo não está nada fácil”, descreve assim a situação Dulcineia Coutinho. E a preocupação nesse aspecto volta-se para as crianças que são o centro das atenções no Natal.

A esperança é que “haja” um milagre e as coisas possam melhorar. Mas os programas estão feitos e passam por coisas simples como levar as crianças a dar um passeio ou coisas do género.

Mas apesar da falta de trabalho estar a perturbar o Natal dos entrevistados José, na Bela Vista, levanta outro problema que o impede de festejar o Natal e de se divertir com a família. Apesar de estar empregado diz que a previsão é que estará a trabalhar durante as festas. “Nesses dias é trabalho. Trabalhando com portugueses, querem que trabalhemos todos os dias sem fim de ano, sem Natal”, acrescenta.

“Há falta de trabalho mas também queremo-nos divertir e numa festa como esta deve-se estar com os filhos para passearmos e divertirmo-nos”, afirma.

Acerca dos pedidos ao Pai Natal um emprego está no top da lista para Indira, Dulcineia e outros entrevistados.

  1. NELSON ALMEIDA

    INFLISMENTE PESSOAL T COMPLICOD ESS ON IMAGINA O PROXIMO ON K DONA IVA T BEM SBI

  2. falta d'dinher ê ess

    perguntem a camara muicipal se ele tem falta de de’dinher: portugueses ta infeita ruas, brasileiros actuam na rua d’lisboa.pa desport, lelis diz que não ha nada, falta d’dinher e ess…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.