Unitel T+, Fragata, Armando Cunha e Bento Lima dão luz ao Mindelo

18/12/2014 07:58 - Modificado em 18/12/2014 07:58

Natal Mindelo1A cidade do Mindelo está enfeitada com uma nova iluminação de Natal que deixou as principais artérias da cidade com um visual de Natal que os mindelenses há muito reclamavam.

 

Os mecenas responsáveis pela nova iluminação não quiseram dar a cara, mas o NN sabe que são a UNITEL T+, Armando Cunha, Fragata, Bento Lima e claro, a própria edilidade. O projecto da nova iluminação já vinha a ser trabalhado desde o ano passado pois, de acordo com o vereador da Cultura, “é a nossa política envolver as empresas locais no financiamento de projectos que a CMSV sozinha não pode suportar”. Reconhece que haverá “sempre um custo para a CMSV” mas garante que “há coisas que não podemos deixar de fazer, por exemplo, dar um ar festivo à cidade”.

Realça que “todos sabem que esta Câmara não fica parada porque o Governo não restitui, por exemplo, a taxa turística que serviria para decorar a cidade nas quadras festivas ou que o nosso orçamento não permite”. Humberto Lélis reforça a sua ideia, “por isso, temos procurado parcerias para fazer determinados eventos para os quais a edilidade não tem verbas”.

  1. Sun tzu

    Tem que ter ajuda das empresas sim..e as outras empresas porque não aderiram? Por exemplo da copa para a Av. 12 Setembro ,..enfim por aí….mas a iluminação está muito branca e amarelo precisa de mais cores e de piscar…

  2. esquiiiiiiiiiiiiiiii

    As perguntas que ficam no ar!!!!!!!!!!!! Era preciso trazer homens para fixarem os enfeites nos postes? Se tivessem dado aos nossos artistas dinheiro para comprarem lampadas LED, o trabalho não seria igual? Pois a única diferença entre os outros anos é que são maiores e têm lampadas LED o que dá outro efeito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. LATA

    A CAMARA NÃO TEM DINHEIRO PORQUE O GOVERNO NÃO DÁ, MESMO ASSIM A CAMARA GASTA DINHEIRO. PORRA LELIS

  4. Sergio Ramos

    Show! Nha terra te mut bnit

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.