Obama admite fim do embargo a Cuba

17/12/2014 18:50 - Modificado em 17/12/2014 18:50
| Comentários fechados em Obama admite fim do embargo a Cuba

obamaO Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou esta quarta-feira que pretende discutir no Congresso norte-americano o total levantamento do embargo económico a Cuba.

“Ao fim e ao cabo estes 50 anos mostraram que o isolamento não funciona. (…) O embargo que foi imposto há décadas está agora cingido à legislação. Com o desenrolar destas mudanças, estou ansioso para envolver o Congresso num debate honesto e sério sobre o levantamento do embargo”, disse Obama numa intervenção a partir da Casa Branca, em Washington (EUA). No discurso sobre o restabelecimento de relações diplomáticas com Cuba, o presidente norte-americano acrescentou igualmente que os Estados Unidos pretendem retirar Cuba da lista de países que apoiam o terrorismo. Também o líder cubano Raul Castro confirmou a informação. “Concordámos restabelecer as relações diplomáticas depois de mais de meio século. (…) Esta decisão do Presidente americano merece o respeito e o reconhecimento do nosso povo”, disse numa declaração transmitida a partir de Havana, Cuba.

Estas medidas surgem no âmbito de uma aproximação histórica entre os dois países, que não têm relações diplomáticas oficiais desde 1961. As informações foram divulgadas após o anúncio da libertação do norte-americano Alan Gross, que estava detido há cinco anos em Cuba por espionagem.

cm.pt

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.