A crise anunciada : UCID vai chumbar a candidata do MpD para a presidência da AM

24/07/2012 01:07 - Modificado em 24/07/2012 01:07

NN sabe que o próximo presidente da Assembleia Municipal pode não ser do MpD, partido mais votado nas eleições municipais de Julho. Isto porque não tendo esse partido a maioria na Assembleia Municipal não tem os votos suficientes para impor a sua candidata, Celeste Fonseca ,como presidente da AM.

Este online sabe que as negociações com a UCID, partido que nos últimos oito anos viabilizou governação do MpD na CMSV, falharam tanto para a assinatura de um acordo como na viabilização de Celeste Fonseca. Tudo indica que os democratas cristãos vão levar ao extremo a sua decisão de “não assinar mais cheques em branco ao MpD” e o primeiro sinal vai ser dado na AM. Mas pelos lados dos ventoinhas poucos acreditam que a UCID leve até “ ao fim a sua posição de não votar no candidato do partido mais votado para AM”. Estes sectores, até falam de um acordo para eleger Celeste Fonseca que o NN sabe que não existe.

 

O factor Geraldo Almeida

 

NN apurou que a UCID dificilmente votaria num candidato do PAICV. Mas não é um cenário a ser excluído. Dependo da abordagem feita a UCID podia analisar e viabilizar a eleição de um candidato do PAICV e com isso “ evitar que Augusto Neves ficasse com o controlo da AM e com um presidente dócil num assembleia sem maioria ”. Resta saber se o PAICV quer ir por esse caminho e meter-se no acerto de contas entre os antigos aliados.

Os tambarinas podem optar por “assistir de camarote na certeza que sem acordo entre a UCID e o MpD os seus votos são necessários para eleger na plenária o novo presidente da AM. E neste cenário um candidato apresentado pela UCID “ podia merecer a aprovação do PAICV, “nem que seja só para chatear o… MpD. “Mas também para evitar um presidente “muito chegado ao presidente da CMSV”.

E neste cenário o nome de Geraldo Almeida, o candidato da UCID para a presidência da AM, surge como alguém que podia merecer o voto do PAICV. Contra ele tem o facto de não residir em São Vicente e ser “ um homem muito ocupado” para se ocupar da AM de São Vicente. Á favor tem o facto de ter o melhor perfil para o cargo de presidente da AM e tecnicidade para um cargo dessa natureza .

A única duvida é se a UCID terá a coragem de lançar o seu Joker no jogo .Porque existe a certeza que a UCID quer mostrar ao MpD que o tempo das “vacas gordas “ acabou e que a eleição do presidente da AM é uma oportunidade para colocar Augusto e as suas tropas em sentido.

 

  1. Independentemente de questões politico-partidarias não me sobram duvidas de que S.Vicente só teria aganhar com um Presidente da Assembleia que não fosse da mesma cor politica que o presidente e maioria na Camara Municipal. Até para reforçar a isenção, imparcialidade e capacidade fiscalizadora da Assembleia depois de todas as suspeitas que se ouviram e se viram durante o mandato anterior. É a UCID no seu melhor quanto à defesa intransigente dos interesses desta ilha e das promessas feitas.

  2. CA

    Em que sentido? O povo é que devia por o Augusto e as suas tropas em sentido e não um grunhido de palhaços.

  3. Nelson Cardoso

    Não acredito até ver tal cenário e mesmo assim, pode não passar de teatro. Quem não conhece Monteiro que o compre.

  4. Com 4 Vereadores em 9 o MPD ficou com a Presidencia da CMSV, com 9 deputados municipais em 21 ainda querem a presidencia da Assembleia municipal? Esta é democracia na ditadura. Se a UCID e PAICV não despertarem…

  5. Bento Silva Santos

    Ao contrário do que diz o comentarista, a UCID está a fazer o seu papel de um verdadeiro partido democrático. Sinceramente, fiquei sem perceber o que este senhor queria dizer com esse comentário! A UCID está-se a revelar um partido com os pés fincados no chão e que não se deixa levar pela corrupção de quem quer que seja. FORÇA

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.