Apresenta no Mindelo a peça “Destino Cruel”

15/12/2014 07:37 - Modificado em 15/12/2014 07:37
| Comentários fechados em Apresenta no Mindelo a peça “Destino Cruel”

Destino CruelJuventude em Marcha apresenta no Mindelo e em Santo Antão, a segunda versão da peça “Destino Cruel” como forma de arrecadar receitas para prestar solidariedade aos deslocados de Chã das Caldeiras, ilha do Fogo.

 

A situação por que estão a passar as pessoas, em particular as da ilha do Fogo, mexeu com a sensibilidade do Grupo Teatral Juventude em Marcha. A propósito da erupção vulcânica, o grupo apresentou em São Vicente e em Santo Antão a peça “Destino Cruel” como forma de angariar fundos para ajudar os deslocados de Chã das Caldeiras.

Para o encenador Jorge Martins, a apresentação da peça serve como forma de solidariedade para com a população da ilha do Fogo, em especial a afectada com a erupção. Para o encenador, a peça retrata uma situação entre duas famílias onde o pai, pessoa avara, não aceita o namoro da filha rica e proíbe o relacionamento, criando uma tragédia à volta do assunto e a partir daí uma cena mais complicada.

Segundo o encenador, foram feitos dois espectáculos em São Vicente mas, infelizmente, não foi possível encontrar patrocinador para minimizar as despesas de produção. No entanto, na Cidade do Porto Novo conseguiram-se patrocinadores que quiseram assumir as despesas para que a ilha de Santo Antão pudesse contar com mais uma apresentação da peça.

Com o objectivo de apoiar os deslocados, o grupo tem viajado pelas diferentes ilhas do país para apresentar a segunda versão da peça “Destino Cruel”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.