Mulher acusada de VBG contra a filha menor

11/12/2014 08:25 - Modificado em 11/12/2014 08:25

Violencia-géneroUma mulher de 31 anos está a ser acusada da prática de crime de VBG contra a filha menor. A arguida ainda está acusada de ter ameaçado de morte a própria filha.

 

O Tribunal de São Vicente procedeu ao primeiro interrogatório de julgamento  de uma mulher da zona de Lazareto, acusada de maltratar a filha menor, por a ter agarrado pelo pescoço desferindo socos no rosto e ameaçado de morte.

Tudo aconteceu no mês de Julho deste ano, quando a arguida pediu à filha de 13 anos para ir fazer compras e esta demorou demasiado tempo para chegar a casa. Nesta sequência, a mãe terá castigado a filha com um cinto deixando-a com arranhões no rosto, nos braços e no pescoço.

Entretanto, duas crianças, uma de três e outra de cinco anos ficaram em casa sozinhas aguardando pela chegada da irmã.

A arguida, mãe da menor, negou os factos dizendo que nunca maltratou os seus filhos e que agiu de forma correctiva, pois soube que a vítima tinha abandonado em casa os irmãos de três e cinco anos. A mãe diz que também não se encontrava em casa porque teria ido a uma consulta.

Ao chegar a casa, a menor estava ausente, pelo que a mãe teria questionado a filha que insistia em dizer que se encontrava em casa de uma amiga. A arguida afirmou ter castigado a filha com um cinto e esta foi-se refugiar em casa de uma vizinha, alegando que estava a ser agredida e que a mãe prometeu matá-la.

O pai da ofendida apresentou queixa ao Tribunal da Comarca de São Vicente alegando que a filha menor vinha sendo maltratada pela própria mãe e que no mês de Julho, a mãe teria agredido a filha, espancando-a, agarrando-a pelo pescoço, desferindo socos no rosto, deixando-a com hematomas no rosto e nos braços.

De acordo com o relatório médico apresentado ao Tribunal a criança apresentava marcas no pescoço, hematomas no rosto e diferentes escoriações pelo que esteve durante três dias em recuperação.

A testemunha confirmou que a arguida sempre maltratou a menor castigando-a de forma exagerada e que, naquele dia, a vítima apresentava várias escoriações no pescoço e nos braços e dizia que a mãe ameaçara de matar a própria filha.

A vítima que neste momento se encontra sob a tutela da avó paterna, cresceu com a mesma e foi morar com a mãe em 2013.

A leitura da sentença está marcada para o dia 15 de Dezembro.

  1. Alexandre Mendes

    será que pode considerar esse crime com VBG, ou crime de maus tratos a um menor?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.