JMN em entrevista ao DN: “estragos provocados pela erupção já ultrapassam os 50 milhões de euros“

11/12/2014 08:12 - Modificado em 11/12/2014 08:12

vulcão80 (2)Numa entrevista ao jornal português Diário de Noticias, DN, O primeiro-ministro, José Maria Neves considerou que os estragos provocados pela erupção do vulcão do Fogo já ultrapassam os 50 milhões de euros.

 

Questionado por esse diário sobre a sua primeira reacção quando visitou a ilha do Fogo três dias após o início da erupção respondeuÉ uma sensação de grande perda. Os danos materiais são enormes, a Chã das Caldeiras estava a ser lentamente destruída pelas lavas e as pessoas estavam muito fragilizadas do ponto de vista emocional. Saí do Fogo com o coração partido. Fiz a primeira visita assim que que me foi possível e agora ainda lá está a ministra da Administração Interna, a coordenar a situação no terreno. Mas assim que me for possível volto. Sobre a forma como é habitantes da ilha do Fogo estão a reagir à situação, JMN disse que as “ pessoas estavam convictas que de que o vulcão não ia provocar grandes estragos.

As pessoas consideravam-se grandes amigas do vulcão, que ele é um grande amigo, que não provocaria danos materiais e pessoais. Mas com o evoluir dos acontecimentos viram que estavam a perder tudo. É triste e desolador.”

  1. ku tudo ajuda ki dja dado e kes otos ki sa bem dado se for usado em benificio pa kes vitimas de certeza ki ta bem miniza ses situação, e kel 1º Ministro ki nu tem la kabali, dje dispença ajuda de portugal, ami nta atxa ma el é kre ajuda só em termos di dinhero assi pe podi da golpe di estado secreto

  2. jose perez

    Temos um governo de doidos !!!! Eli cre aproveitar o drama das familias do fogo para o financiamento da sua ma gestão !!!!! Claro e assim que fazen os seus orçamentos de estado !!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.