Mulher acusada de incendiar casa de rival fica absolvida por falta de provas

10/12/2014 07:06 - Modificado em 10/12/2014 07:06
| Comentários fechados em Mulher acusada de incendiar casa de rival fica absolvida por falta de provas

fogoPor falta de provas, o Tribunal da Comarca de São Vicente absolveu uma cidadã da zona do Calhau. A arguida era acusada da prática do crime de homicídio na forma tentada, ou seja, de ter colocado fogo na casa de uma vizinha, sua rival.

 

O 2º Juiz Crime da Comarca de São Vicente absolveu uma cidadã residente no Calhau. O facto é que não foi possível reunir provas que acusassem a arguida que negou a prática do crime.

A ofendida afirmou no Tribunal que a arguida incendiou a sua casa por ciúmes.

Segundo a ofendida, a casa ficou completamente destruída pelas chamas, provocando prejuízos enormes. O caso ocorreu em 2013 na zona do Calhau, quando a arguida viu o namorado na companhia da ofendida. Pensando que o namorado pudesse estar dentro da casa, resolveu incendiá-los. Os bombeiros que se deslocaram ao local para apagarem as chamas disseram que não conheciam a origem do fogo, nenhuma das testemunhas viu a arguida a colocar fogo à casa, embora a tivessem visto nas imediações.

A arguida negou a prática do crime e o Tribunal não conseguiu reunir provas que pudessem incriminá-la, pelo que o Juiz entendeu absolvê-la.

A ofendida não aceitou a decisão do Tribunal, dizendo que embora não tenha ficado provado, a arguida deverá ser penalizada pelo acto porque o fogo foi posto.

A ofendida muito indignada, prometeu recorrer ao Ministério Público.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.