Familiares e amigos de Cleiver Andrade lamentam a morte do jovem

4/12/2014 08:13 - Modificado em 4/12/2014 08:13
| Comentários fechados em Familiares e amigos de Cleiver Andrade lamentam a morte do jovem

lutoSegundo a mãe da vítima, Cleiver residia há dois anos na ilha do Sal e “era uma pessoa de bom coração, trabalhador e fazia de tudo para cuidar do filho de sete meses”

 

Cleiver Andrade, de 27 anos, natural de São Vicente foi morto ontem à tarde pela mulher, quando procurava pôr termo a uma discussão entre a companheira e a irmã.

Ao intervir para tentar separar a companheira e a irmã, acabou por ser ele mesmo a vítima deste trágico incidente.

O comandante da Polícia Nacional de Santa Maria, Maximiliano Fortes disse que a polícia foi alertada por volta das 14h55 para uma ocorrência que indicava que um indivíduo tinha sido agredido com uma faca pela sua companheira.

A polícia de serviço deslocou-se ao local e encontrou um indivíduo com um ferimento na zona abdominal do lado direito que foi conduzido ao Centro de Saúde local ainda com sinais vitais, mas não resistiu ao ferimento”, frisou.

Fortes disse ainda que a agressora, Marlene Nascimento, de 23 anos, ao entrar em pânico com o sucedido pôs-se em fuga, mas acabou por ser detida pela polícia uma hora mais tarde.

Após ser conduzida à Esquadra de Santa Maria, Marlene Nascimento que é epiléptica teve de ser assistida no Hospital de Espargos, depois de sofrer convulsões. Foi presente , ontem a tarde ao juiz de instrução criminal e vai aguardar o julgamento em prisão preventiva..

Segundo a mãe da vítima, Cleiver residia há dois anos na ilha do Sal e “era uma pessoa de bom coração, trabalhador e fazia de tudo para cuidar do filho de sete meses”.

Segundo informações dadas pelos familiares, o corpo do jovem encontra-se no Hospital de Espargos à espera da libertação para que se possa proceder com a cerimónia fúnebre.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.