“Perla Negra”: Defesa recorre ao STJ pedindo a libertação de três dos arguidos

3/12/2014 07:16 - Modificado em 3/12/2014 07:16

Perla Negra1Este online sabe que a defesa de pelo menos três dos arguidos, recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça contestando a medida de coacção, prisão preventiva, aplicada pelo 1º Juízo Crime do Tribunal de São Vicente. No recurso, a defesa defende que a prisão preventiva não está fundamentada e no processo referente aos seus clientes, não existem factos que levem à aplicação da medida mais gravosa.

O NN  sabe que os arguidos que recorreram da sentença foram os dois tripulantes do iate e o dono do bar Pérola Negra. A defesa sustenta o seu recurso no facto dos seus clientes não terem sido apanhados na posse da droga. Quanto aos dois tripulantes, os seus advogados alegam que “quando foram detidos não tinham droga na sua posse, pois foram detidos na cidade perto da Praça Nho Roque e que no iate, também não foi encontrado nenhum vestígio de cocaína”. Em relação ao terceiro arguido, o dono do bar Pérola Negra, a sua defesa vem contrariar as informações tornadas públicas pela PJ de que ele teria sido detido à entrada do Lameirão com mais três dos arguidos que transportavam a cocaína num Hiace escoltado por duas pik-ups. De acordo com o advogado, ele foi detido na cidade e também não tinha droga com ele.

O recurso já  foi entregue ao STJ. Isto é apenas um dos primeiros passos de um processo que promete ser longo e ir ao limite do tempo permitido para a prisão preventiva. A defesa começa a jogar os seus trunfos contra a operação montada pela PJ, mas ainda não sabe o que a PJ tem para provar o envolvimento de todos os arguidos no tráfico dos 521 quilos de cocaína. Tendo como ponto de partida o que se passou na operação lancha voadora, tudo leva a crer que a PJ documentou o movimento dos arguidos durante dias. E não faz sentido que o desembarque não tenha sido filmado e fotografado. Se assim não foi, os advogados da defesa têm uma brecha para esgrimir os seus argumentos.

  1. PAXENXA

    Essa defesa é mesmo cara de pau e cara forrada de latrina.Pode inventar e arranjar argumentos que quizer mas esses arguidos apodrecerão na JAULA até a morte com pena de prisão bastante pesada. Só pode ser advogado afecto ao MPD; partido podre que por tudo e por nada introduziu essa sujeira maldita em Cabo Verde, dando cabo de muitos filhos de parida.

  2. migranha

    Quem sera o advogado ??, 4 recusarom defender um proceso contra o Ministerio da Saude !! e olha so !!! A defender DROGA e EUROPEOS ,os outros seriam os unicos
    q ganariam com no lucro !!! , Agora o cubano e Cv sao os “cerebros” da farinha!!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.