Como fazer um vídeo erótico com sua namorada?

1/12/2014 08:19 - Modificado em 1/12/2014 08:19
| Comentários fechados em Como fazer um vídeo erótico com sua namorada?

Um guia para garantir qualidade ao seu sex tape – e garantir que ele não caia nas mãos erradas.

video erótico

Toda vez que algum conteúdo pornô amador cai na rede sem que os protagonistas tenham autorizado, o assunto da revenge porn volta à tona. Centenas, milhares de curiosos assistem a momentos de intimidade da pessoa, sem que ela queira – e geralmente se sentem constrangidos com a cena. A própria pessoa se constrange, é julgada, ofendida, humilhada. É capaz de entrar em depressão e alguns chegam a se matar, quando passam por isso. São terríveis os efeitos que o ato criminoso de divulgar fotos e vídeos íntimos em público podem acarretar. Tudo fruto de uma vingança estúpida, que não provoca nenhum tipo de vantagem ao vingador.

Mas então por que garotas e garotos continuam registrando sua nudez, seu sexo, e correndo o risco da exposição indevida? A resposta é simples: porque dá tesão. É uma satisfação indescritível ser voyeur de si próprio.

Em vista de toda a pornografia que assistimos ao longo da vida, resta a vontade de desafiar a si mesmo – descobrir do que nosso corpo é capaz diante da câmera. E ter o prazer de se excitar diante da própria perversão. Observar que gostoso é ficar imerso na sua devassidão. Deixar os instintos aflorarem. Afinal, sexo é natural do ser humano. Se o registro fica entre você e sua parceira, torna-se um delicioso material de recordação dos momentos de prazer a dois. Vocês podem gozar muito ao rever aquelas cenas.

Transar não é nenhum ato errado ou proibido. Registrar a sua foda também não é crime, caso tenha a anuência de todos os participantes. Então, se essa é a sua vontade, faça.

Tudo vai fluir melhor se rolar com alguém com quem você tenha intimidade – seja uma amiga colorida em quem você confia ou uma namorada de mais tempo. Para que não haja mal-entendidos, é recomendável ter uma conversa franca com sua parceira sobre os objetivos da filmagem, antes de começar a gravar. Ela precisa saber no que está se metendo. E só aperte o botão de rec se a garota estiver totalmente de acordo com essa atitude. O filme será tanto mais excitante quanto mais ela estiver afim de se mostrar para a câmera. Pronto para protagonizar seu próprio vídeo pornô? Então se liga nessas dicas de produção:

1# Cuide da luz

O ambiente precisa estar bem iluminado, ou vocês não serão mais do que vultos se mexendo numa tela. Caso esteja de dia e não haja vizinhos ao redor, deixe a janela bem aberta para entrar iluminação natural. Se você estiver em ambiente fechado, ou se for de noite, ligue uma boa luminária direcionada para a cama.

2# Providencie bons equipamentos

Quanto melhor a resolução da câmera, mais nitidez e qualidade seu vídeo deve ter. Caso tenha um tripé, monte-o ao lado da cama para que você não precise ficar segurando a máquina o tempo todo. Se tiver mais de uma filmadora, melhor ainda – você será capaz de vez a mesma cena de ângulos diferentes e depois pode editar com mais efeitos. Vale usar também as câmeras de celular. E, mesmo que tenha onde apoiar, segure-a em alguns momentos para registrar seu ponto de vista.

3# Tenha espelhos por perto

Se vocês puderem se assistir em ação, melhor. Assim serão capazes de tirar o máximo proveito de cada posição. Mexam-se, ou o vídeo vai ficar monótono. Mas não pague o mico de fazer caras e bocas, bancando o pornstar. O mais excitante é captar a naturalidade do momento.

4# Transite com a câmera pelo corpo dela

Filme o mamilo dela em close, mostrando como está excitado. Registre seu sorriso. Passeie por seu corpo, gravando cada detalhe das suas formas e seu gesto. Tente captar suas expressões de prazer. Aproveite-se das curvas do corpo feminino para conferir beleza e movimento ao seu vídeo.

5# Deixe o registro bem guardado

Guarde o arquivo em alguma pasta oculta do PC e não envie a mais ninguém. Não dê nenhum vacilo de deixar aberto no computador, para evitar que caia na mão de pessoas indesejadas. A princípio, todo mundo transa, até seus pais. Mesmo assim, sua mãe não precisa se deparar com a cena constrangedora de assistir ao filho fodendo – o que os olhos não vêem, o coração não sente.

 

elhombre.com.br

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.