Habitantes de Portela: “o vulcão tirou aquilo que nos deu“

1/12/2014 07:12 - Modificado em 1/12/2014 07:12
| Comentários fechados em Habitantes de Portela: “o vulcão tirou aquilo que nos deu“

grenn studio vulcão fogoO dia de ontem foi de desespero , de luta para o habitantes da Portela mediante o aproximar das lavas  que todos acham “ que  ao cedo ou  cedo vai consumir a aldeia” Mas também revelou a temperança e a força de uma gente  temperada pelo Vulcão do  Fogo  . Uma gente valente que se ergue na adversidade , que se une como um feixe de vime   mostra o caminho do futuro a políticos hesitantes e com poucos respostas . É caso de João Pedro Pina Silva, jovem de 31 anos, , proprietário de uma pensão de oito quartos que em declarações a Inforpress mostra-se preocupado com a situação , mas senão desanimado e sem soluções . Perante a iminência de ficar sem sem nada , não está revoltado  contra o Vulcão ,  e afirmou “Estou triste, mas não estou revoltado com o vulcão por nos tirar aquilo que nos deu. Acredito que o vulcão tira, mas amanhã volta a devolver-nos em maior quantidade. A única preocupação que tenho, neste momento, é de as autoridades nos impedir depois de voltar a Chã”, precisou este guia turístico e investidor, que recebia na sua pensão turistas de vários países europeus, na sua maioria da Alemanha. Alcindo não perde a esperança no futuro ““Trabalhei muito, trabalhei em muitas ilhas para poder realizar os meus sonhos, investi aqui em Chã por forma a ajudar também a minha família e amigos, mas infelizmente tudo está em risco “

Este pensamento não apenas de Alcindo . para as gentes da Chã  o vulcão é  visto  como um amigo “ Ele avisa quando vem, e por isso dá tempo para fugir  e até hoje nunca matou ninguém “. Por isso não estranha  que Alcindo defenda “Não vou tentar fazer o mesmo tipo de investimento. Quero voltar a morar em Chã, fazer o meu fundo, trabalhar em outro lugar, mas voltar”.

green studio 2Um dia depois do outro

Por estes dia na Chã vive-se um dia depois do outro : como o vulcão assim quiser , conforme o andamento das lavas . Se as lavas continuarem com a mesma velocidade, além das casas e das plantações de Portela, a Adega de Vinho também poderá ser consumida, uma vez que ela encontra-se a menos de 200 metros das mesmas, assim como uma parte da Pousada Terra Brabo. Estas perdas irão se juntar  a 400 hectares de terreno, 26 dos quais terreno fértil para agricultura.;  15 habitações destruidas, incluindo os chamados “funcos”, 14 cisternas familiares, estrada principal e a alternativa, furo de prospecção de água para o abastecimento

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.