Comunicado de Imprensa: Comando Regional do Fogo – Operação erupção vulcânica 2014

27/11/2014 18:07 - Modificado em 27/11/2014 18:07
| Comentários fechados em Comunicado de Imprensa: Comando Regional do Fogo – Operação erupção vulcânica 2014

DIRECÇÃO DA POLÍCIA NACIONAL

COMANDO REGIONAL DO FOGO

OPERAÇÃO ERUPÇÃO VULCÂNICA  2014

 

COMUNICADO DE IMPRENSA

 

 

  • Em virtude da erupção vulcânica iniciada no Domingo, em Chã das Caldeiras, o Comando Regional do Fogo Vicente, em cumprimento do seu Plano Actividade e da Declaração de Contingência decretada pelo Gabinete da Sra. Ministra de Administração Interna, elaborou o seu PLANO OPERACIONAL “ OERAÇÃO DE ERUPÇÃO VULCANICA 2014”.

 

O presente Plano será implementado durante o período que durar a actividade vulcânica e tem os seguintes objectivos:

 

  1. Criar as condições de segurança que permitam a evacuação de toda a população em segurança e num ambiente saudável;
  2. Cooperar e colaborar com as demais forças no terreno;
  3. Garantir a fluidez e segurança do tráfego rodoviário;
  4. Garantir a segurança e protecção dos seus bens;
  5. Garantir a segurança dos deslocados nos centros de acolhimentos;
  6. Cumprir os demais que compete a PN no abito da protecção civil.

 

 

TAREFAS:

  • Montar um PCO.
  • Vigiar os indivíduos suspeitos, a fim de prevenir o cometimento de crimes sobretudo de furto/roubo;
  • Garantir a segurança de todo perímetro de Chã das caldeiras (zona de segurança máxima)
  • Garantir a segurança e proteção das Entidades Nacionais e Estrangeiras que por lei tem esta prerrogativa;
  • Controlar e disciplinar o trânsito rodoviário;
  • Desenvolver a cooperação e colaboração com os diversos parceiros no terreno;
  • Cumprir a missão reservada à PN no âmbito da proteção Civil;
  • Montar a logística da operação;
  • Definição dos turnos/grupos de serviço
  • Fazer a gestão de informação e stress do pessoal no terreno.

 

 

ESTRATÉGIAS A ADOPTAR

 

  • Patrulhamento auto e apeado – giros fixos e móveis;
  • Fiscalização e controlo do trânsito;
  • Recolha e tratamento de informações para a atividade policial;
  • Segurança e acompanhamento de Altas Entidades.
  • Atuar como dissuasor contra qualquer tentativa provável ou conhecida da alteração da ordem;
  • Apoio a população na evacuação;
  • Contacto permanente com os presidentes das três Câmaras Municipais e membros da Protecção Civil;
  • Exercício da função pedagógica junto do público-alvo

 

Por uma questão de gestão de meios e melhor operacionalidade, a área da acção terá a seguinte divisão:

 

 

ZONA A– segurança interna/máxima- Onde irão decorrer as ações de ordem e segurança pública, ordenamento e controlo do trânsito rodoviário e apoio de evacuação. Esta zona compreende o espaço no interior da zona de Chã das Caldeiras abarcará toda estância turística da zona até a entrada do parque natural. Um contingente de 13 elementos da PN( 01 oficial, 02 Subchefese 10 agentes ), sob a coordenação do Director de Operações da Protecção Civil, foi destacado para esta zona.

 

ZONA B– Segurança externa- Decorrerão intervenções, sobretudo do controlo do trânsitorodoviário, que compreende a portagem do parque natural até avenida Achada Furna, com maior incidência na entrada de portagem.Esta zona foi criada dois postos de controlo. O primeiro em cabeça Fundão com 6 elementos e osegundo à entrada do parque com 08 elementos policiais, cujo objectivo é efectuar triagens das viaturas e pessoas que entram na zona A.

 

 

ZONA C – Centros de acolhimento em Achada Furna e Monte Grande com policiamento permanente.

 

 

LOCAIS QUE MERECEM MAIOR ATENÇÃO(pontos sensíveis)

  1. Zonas residências
  2. Hotéis e residenciais
  3. Adegas do Vinho
  4. Escolas e igrejas
  5. Lojas/postos de vendas
  6. Posto de atendimento ao público
  7. Portagem
  8. Posto de abastecimento de água
  9. Centros de acolhimento

 

RECURSOS HUNANOS:

Para Operação Erupção Vulcânica 2014 todo o efectivo que integra o Comando Regional (Ordem Pública, Polícia Marítima e Guarda Fiscal), foi mobilizado. Contamos ainda com um reforço de 13elementos do Corpo de Intervenção da Praia. Prevê-se igualmente, um contingente da PM do Comando da 3ª. Região Militar e membros da protecção civil que ultrapassa cinco dezenas de homens.

 

MEIOS MATERIAIS:

O plano contempla 10 viaturas operacionais 02motos-quatro, rádiosportáteis, lanternas, gambiarras, e outros equipamentos policiais considerados necessários.

 

 

ACÇÕES PREVENTIVAS:

No mesmo âmbito vamos desencadear campanhas de sensibilização e informação, todos os moradores/população sobre a necessidade de evacuação dados aos riscos da erupção, através dos meios de comunicação social e porta- a -porta.

 

DIRECÇÃO/COORDENAÇÃO DA OPERAÇÃO:

 

O Comando da Operação estará sob a responsabilidade do Comandante Regional em articulação directa e permanente com o Presidente da Protecção Civil Nacional e Director de Operações,na qualidade de ponto focal, coadjuvado por três oficiais

 

As Esquadras Policiais funcionarão normalmente, com o apoio de um grupo de piquete de emergência, no sentido de garantir a segurança e tranquilidade das cidades e arredores.

 

Um Plano específico será elaborado pela Esquadra Policial dos Mosteiros em concertação com o Comandante da Esquadra local.

 

Acreditamos que o plano de emergência ora concebido irá responder, seguramente, todas variantes que, eventualmente, poderão surgir, em termos de segurança, para que a evacuação das pessoas decorra na normalidade e em segurança.Contamos como, habitualmente, com o apoio do público e dos elementos de comunicação social, sobretudo, no domínio de informação e formação durante este desastre natural.

 

 

São Filipe e Comando Regional do Fogo, 24 de Novembro de 2014.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.