Depósito de lixo pessoal cria problemas

20/11/2014 07:42 - Modificado em 20/11/2014 07:42
| Comentários fechados em Depósito de lixo pessoal cria problemas

lixoOs moradores da zona da Ribeira Bote queixam-se da falta de zelo das pessoas em relação às próprias casas, que ao serem abandonadas se tornam num ninho de mosquitos e também de mau cheiro, já que alguns moradores utilizam essas moradias, como depósito de lixo pessoal.

 

Segundo os moradores desta zona, o mau cheiro que provém de uma dessas casas é quase insuportável, porque “as pessoas deitam todo tipo de ‘coisas’ dentro dela, desde lixo, até dejectos, o que faz com que seja difícil passar perto da moradia”.

Laura diz que quando acorda de manhã vê pessoas da zona a lançarem o lixo para dentro da casa, como se ali fosse um contentor. Indignada com esta atitude das pessoas, esta moradora diz que até teve um confronto verbal com um vizinho que tinha ido desejar “tripas de peixe” para dentro do local, aumentando ainda mais o mau cheiro.

“Somos nós que moramos mais perto desta casa que sofremos mais. Além do mau cheiro, o pior são os mosquitos, que nos atacam e isto pode causar paludismo”, explica Laura.

Ao que parece, dentro da casa existe um tanque que não está bem tapado e que é o foco de mosquitos que tem vindo a incomodar esta moradora que diz que a sua maior preocupação é o seu filho de seis anos que está sujeito às picadas de mosquitos e que podem provocar uma doença grave ao filho.

Zaida, outra moradora da zona, diz que já tentaram contactar o dono da casa para que tomasse algumas providências, mas não foi possível entrar em contacto directamente com ele e, “não sabemos o que podemos fazer, porque se houvesse maneira de entrar, nós mesmos poderíamos resolver o problema, pelo menos na questão do tanque”, afirma.

Questionados sobre se contactaram ou não as entidades sanitárias, os moradores responderam de forma negativa dizendo que a responsabilidade é do dono da casa, mas visto que isto poderá ser um problema de saúde pública, vão entrar em contacto com as entidades responsáveis, para que o problema seja solucionado o quanto antes.

Tentámos entrar em contacto com o proprietário, mas também não foi possível.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.