Caso Lígia Furtado: Ministro dá razão aos serviços penitenciários

18/11/2014 07:31 - Modificado em 18/11/2014 07:31

jose carlos correiaO Ministro da Justiça, José Carlos Correia, defende que o Director dos Serviços Penitenciários e Reinserção Social, Jacob Vicente, agiu de forma correcta ao recusar aplicar a decisão do juiz da Comarca de São Vicente, Antero Tavares, de autorizar a reclusa Lígia Furtado de frequentar o Ensino Superior, “sem os respectivos esclarecimentos”.

 

Nas antenas da RCV afirmou que “o Director da Cadeia da Ribeirinha e o Director-geral andaram bem e fizeram aquilo que a lei manda fazer”. E sustenta que quando não se sabe como executar uma medida há que pedir esclarecimentos. E na sua óptica “foi uma decisão boa porque está conforme ao que esperava que acontecesse”.

E tenta fazer mais luz para o caso ao afirmar que a legislação em vigor “não prevê licenças temporárias para o estudo”. Acrescenta que existem licenças temporárias mas que têm um limite temporal por um ano. “E que quando o juiz decide que a pessoa deve frequentar a universidade, temos de perguntar em que condições e foi isso que o Director-geral fez pedindo ao Tribunal que esclarecesse ao estabelecimento prisional em que condições a reclusa iria estudar”.

Defende o ministro  que, aplicando a lei, a reclusa nunca poderia sair da cadeia mais do que sete dias por ano para ir à universidade.

  1. CidadaoCV

    E agora? … Depois de toda a “riola” criada em redor Lígia Furtado? Não se pode esquecer que Lígia Furtado não é um “ladrão de galinhas”. Porquê? …. dá que pensar! Cheira a corrupção.

  2. Bernardete Furtado

    Pergunto ao Senhor Ministro porque no tempo de Pidi todos os reclusos podiam estudar que diziam eles usavam os braços de ferro, eu era criança mas sabiam que todos que ali encontravam podiam estudar e os analfalbetos todos saiam a ler e escrever, artesão, artista e escritor, principalmente no campo de concentação que era considerado inferno todos sairam munido de sabedoria, eu quero ver por onde vai Cabo Verde e os caboverdeanos com estes braços de ferro, o que tenho para vos dizer Deus é que nos

  3. Bernardete Furtado

    O que tenho para vos dizer é Deus é que nos coloca corrente nos pés e nas mãos é Ele é que nos tira, Ligia Furtada não tirou vida a ninguem, não roubou e nem encontraram com nada é só porque os quem tem Ás e Sete nas mãos é mandam, o Juiz de Universo Inteiro é Cristo o Redentor é Ele o advogado mais humilde de cèu e toda Terra.

  4. Agora pergunto o que é que se vai acontecer a este Juiz? Vai continuar a dar ordens deste tipo?

  5. Bernardete Furtado

    De concordar não cordar esta nas Mãos do Salvador do Mundo quem somos nós a julgar os nossos irmãos, Juiz de Céu e de toda terra é somente Justo Juizo O Nazareno Advogado simples Pura Imaculado de todos nós e voçês todos que estão por trás de tudo isto vão Lhe ver com seus proprios olhos.

  6. Franco

    Deixam a Ligia estudar. Ela não fez mais do que a sua obrigação de mãe: dar um playstation de ultimo grito ao filho. Muitos dos que estão fora , tem mais cadastro do que ela. Os “intocáveis” também terão de ir a S. Martinho.Esperam para ver.

  7. Tino

    Agora esperamos para ver qual sera o próximo passo a saber:
    – qual sera a medida contra o juiz Antero Tavares?
    – o que vai ser da decisão final sobre o pedido de demissão (aceito) do Director da cadeia uma vez que agiu corretamente e que, o pedido fui para defender a sua honra?
    – por fim qual sera o tratamento da detenção abusiva do Sr. Jacob Vicente?

  8. Djo Catana

    Djo Catana tb cre estuda, da speed la Djo

  9. Catana

    Djo Catana tb cre estuda, da speed la Djo

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.