Jovem pescador acusado da prática de crime de integridade física

12/11/2014 07:10 - Modificado em 12/11/2014 07:10
| Comentários fechados em Jovem pescador acusado da prática de crime de integridade física

juiz3Um pescador de 23 anos incorre em pena de prisão por ter agredido um vizinho com cinco facadas na sequência de uma briga ente as progenitoras dos dois.

 

O Tribunal de São Vicente procedeu ao interrogatório de um jovem pescador que desferiu cinco facadas nos braços e nas pernas de um vizinho. Tudo aconteceu no dia 20 de Julho de 2013, quando as progenitoras do arguido e do ofendido se desentenderam engalfinhando e agredindo-se fisicamente uma à outra.

O arguido confessou o crime justificando que o ofendido teria esfaqueado a mãe na cabeça na sequência do desentendimento entre as duas mulheres. O arguindo que vinha do trabalho, chegou a casa e encontrou os irmãos mais novos a chorarem por causa da briga e que a mãe se encontrava no banco de urgências. Aí, o arguido resolveu procurar o ofendido para fazer justiça, esfaqueando-o com o instrumento de trabalho nos braços e nas pernas.

O ofendido, por sua vez, negou ter agredido a mãe do arguido alegando que o arguido continuava a ameaçar a sua família.

O arguido que já foi julgado pelo mesmo crime, já cumpriu uma pena de 1 ano e oito meses de prisão. Também está a ser julgado pelo crime de posse de arma. O jovem pescador diz que esteve preso e que aproveitou esse tempo para reflectir sobre o seu comportamento e que, neste momento, encontra-se socializado a trabalhar como pescador para sustentar o filho.

A defesa do arguido pediu a absolvição do crime de posse de arma, visto que o mesmo não se tinha apoderado da arma, mas que esta era um instrumento de trabalho que trazia no momento do desentendimento.

A leitura da sentença está marcada para o dia 17 de Novembro pelas 11:30 minutos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.