Operação Perla Negra”: prisão preventiva para os seis arguidos

8/11/2014 01:42 - Modificado em 8/11/2014 01:42

PJ  1O primeiro juízo crime do Tribunal de São Vicente decretou prisão preventiva para os seis indivíduos que a PJ deteve em flagrante delito na posse de 521 quilos de cocaína[1]. O Ministério Público acusou os suspeitos de tráfico internacional de drogas e associação criminosa. No primeiro caso a moldura penal é de quatro a doze anos de prisão e no segundo de dois a oito. O advogado que representa quatro dos arguidos está convencido que em relação a acusação de tráfico internacional de drogas a “ margem de manobra da defesa é quase nula “. Mas no tocante a “associação criminosa “ crê que esse crime não existe e considera que é muito difícil de provar “ nem no processo Lancha Voadora se consegui provar a existência de uma associação criminosa para o tráfico de drogas”.

Os seis arguidos foram ouvidos durante cerca de oito horas. O interrogatório de recluso preso terminou ás 24 horas e os suspeitos foram conduzidos a cadeia da Ribeirinha onde vão aguardar julgamento .

 

http://noticiasdonorte.publ.cv/27992/pj-confirma-apreensao-de-518-quilos-de-cocaina-e-detencao-de-seis-pessoas/

 

 

 

[1]

  1. CidadaoCV

    Pois é … Começa mais uma novela que invariavelmente, a semelhança do “Lancha Voadora”, vai terminar numa grande vitória dos traficantes. Vejamos; são acusados de dois crimes. Trafico de drogas, com penas de 4 a 12 anos e Associação Criminosa, com penas de 2 a 8 anos. A partida vai cair o crime de associação criminosa. Tráfico de drogas, por força do flagrante vai ficar, mas dependente do “trabalho” dos advogados as penas vão ser substancialmente reduzidas. Vai uma aposta que a pena máxima para este caso vai ser 8 anos? Dentro 3 anos todos estarão em liberdade gozando com a cara de quem os prendeu, e quiçá executando as suas vindictas! A sensação que se fica, de todos os casos de tráfico de drogas julgados por ora julgados; “voo das águias” … “lancha voadora”, e agora “Perla Negra” é que o crime de tráfico de drogas em Cabo Verde compensa, e que o “esquema” está muito bem montado. É preciso, é urgente, é imperioso que as molduras penais sejam substancialmente agravadas para desencorajar a prática do crime em Cabo Verde. A actual situação criminosa em Cabo Verde está directa ou indirectamente ligada ao tráfico de drogas. É preciso mudar este quadro.

  2. Margarida Ferreira

    Ainda vocês tem muito que fazer. Nāo é possível que estas ilhas ficom nas maõs dos traficantes

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.