Evandro Duarte diz que a Electra não está a cumprir o contrato

6/11/2014 07:31 - Modificado em 6/11/2014 07:31

sem aguaEvandro Duarte, reclama da falta de profissionalismo por parte da Electra que ainda não honrou o contrato de água que foi feito há mais de dois meses.

 

Segundo Evandro, o atraso na ligação do ramal de água vem desde o dia três do mês de Setembro, altura em que fez um contrato de fornecimento de luz e água nos balcões da empresa de electricidade e água, no Mindelo.

Nessa altura, quando o contrato foi feito, a Electra demorou cerca de quinze dias para fazer a ligação da electricidade, e isso só veio a acontecer pela muita insistência sua. Mas desde essa data, ainda está à espera da ligação da água na sua residência, explica Evandro.

Evandro diz que todas as semanas esta empresa faz-lhe perder tempo, porque todas as segundas está nos balcões de atendimento da empresa à procura de uma justificação e a única coisa que lhe dizem é para esperar. Liga para a Matiota e eles dizem que ainda não receberam nenhuma ordem de serviço para fazer a ligação.

Sendo assim, este cidadão diz que se não conseguem fazer este serviço, para o informarem, porque assim não dá.

A falta de água tem-lhe vindo a condicionar a vida, uma vez que tem em casa um bebé que precisa de água e perde muito tempo à procura de água para levar para casa, o que seria desnecessário se a Electra fizesse o seu trabalho.

Gostaria que a Electra fizesse o seu trabalho, ou pelo menos dar-lhe uma explicação sobre o que está a acontecer, o porquê de toda esta demora. Porque já se passaram dois meses à espera de um esclarecimento.

  1. Jorge da Luz

    chega de burocracias barata nesta terra, como se não é possível que cada faz o seu trabalho, como deve ser, principalmente estas empresas que pensam que tem o monopólio e acham que podem fazer o que quiserem, porque eles reivindicam só quando lhes convém, mas quando é para cumprir os seus deveres, não o fazem. quanta falta de respeito para com o cidadão.

  2. S. Magalhaes

    A Electra correu com os tugas, andam a balões de oxigénio, temos a eletricidade e água mais cara, o custo não acompanha o poder de compra, são roubados à força toda, quem paga e é certinho é o mais penalizado, quem usufrui dos serviços desta no mercado negro não paga e os técnicos sabem onde estão os problemas mas o medo não os deixa irem mais longe por falta de proteção.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.