Mulher perdoa companheiro depois de ter sido agredida com um ferro e expulsa de casa com dois filhos menores

6/11/2014 07:13 - Modificado em 6/11/2014 07:13
| Comentários fechados em Mulher perdoa companheiro depois de ter sido agredida com um ferro e expulsa de casa com dois filhos menores

VGB10Um indivíduo de 27 anos foi apresentado ao Tribunal da Comarca de São Vicente, acusado de crime de VBG contra a sua ex-companheira. O acusado terá agredido a mãe dos seus dois filhos com um ferro nos braços e nas pernas, e de ter expulso de casa a companheira juntamente com os filhos de 4 e 6 anos. A vítima que afirmou na presença do Juiz que continua a ser agredida pelo ex-companheiro, mas perdoou-o e pediu ao juiz para acabar com o processo.

 

Perante o Tribunal, o arguido negou ter agredido a companheira com o ferro, mas confessou que as brigas são constantes. O arguido limitou-se a ficar em silêncio mesmo depois das acusações da vítima.

A ofendida que alegou ser frequentemente vítima de violência baseada no género pelo seu ex-companheiro, afirmou ter sido agredida com um ferro nos braços e nas pernas no mês de Abril, na zona de Ribeira de Julião e de ter sido expulsa de casa juntamente com os seus dois filhos menores. Neste momento, a vítima que é vendedeira de pastéis e os seus dois filhos, estão alojados em casa de um vizinho.

Depois de a ex-companheira ter afirmado diante do 2º Juiz que o indivíduo continua a insultá-la e a agredi-la fisicamente, resolveu perdoá-lo e pediu para colocar fim ao processo, alegando que todas as vezes que o indivíduo se desloca ao Tribunal para as diligências, o mesmo é obrigado a perder o dia de trabalho e, consequentemente, não consegue sustentar os filhos nesse dia.

Mesmo sem garantias ou promessas do arguido, a vítima acredita que depois do arguido ter sido apresentado ao Tribunal para responder pelo que fez, não irá repetir o mesmo comportamento.

Mesmo com o gesto de perdão por parte da vítima, o arguido mostrou-se indiferente. Essa atitude surpreendeu o 2º Juiz Manuel Andrade que acatou a decisão da ofendida.

O Juiz aconselhou a vítima e o arguido a portarem-se bem e a resolverem o problema da melhor forma e de fazerem de tudo para não voltarem de novo ao Tribunal.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.