Magistrado cabo-verdiano expulso de Timor: Jorge Tolentino age como Pilatos

5/11/2014 07:56 - Modificado em 5/11/2014 07:56

Jorge TolentinoNo grupo dos funcionários judiciais internacionais expulsos pelo Governo de Timor-Leste está incluído um cabo-verdiano que  também recebeu ordem de expulsão. O Ministro das Relações Exteriores, Jorge Tolentino, não avança o nome do magistrado e assegura que as relações entre Cabo Verde e Timor-Leste não serão afectadas. Trocando por miúdos : a dliplomacia cabo-verdiana age como Pilatos  : lava as mãos perante a explusão do magistrado.

 

O Ministro das Relações Exteriores, Jorge Tolentino confirma a expulsão de um magistrado cabo-verdiano de Timor-Leste porém, não avança o nome do mesmo e diz à RCV que “estamos em contacto com as autoridades timorenses e a acompanhar este caso com a descrição que se impõe”.

Jorge Tolentino assegura que a medida de expulsão não é específica para o magistrado cabo-verdiano, mas trata-se de uma medida das autoridades timorenses e, neste sentido, há que salvaguardar a excelente relação que existe entre Cabo Verde e Timor-Leste. Assim sendo, o Ministro das Relações Exteriores de Cabo Verde assevera que a resolução do Conselho de Ministros de Timor-Leste, publicada ontem e que determina a expulsão dos magistrados no prazo de 48 horas depois de serem notificados pelos Serviços de Migração, não pode nem deve afectar as relações entre os dois e Estados. Jorge Tolentino garante que “o nosso trabalho enquanto política externa é manter o diálogo entre Cabo Verde e Timor-Leste e esclarecer os dados fazendo com que o relacionamento entre Estados prossiga com toda a normalidade”. Trocando por miúdos : a dliplomacia cabo-verdiana age como Pilatos: lava as mãos perante a explusão, considera meramente politica para evitar a condenação de dois membros do governo que vão ser julgados ,  de um magistrado que chegou a Timor devido as boas relações que a nossa diplomacia criou com Timor Leste.

  1. Antônio

    O magistrado expulso é Luis José Landim, Magistrado do Ministério Publico de Santiago. Lamentável.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.