Professores vítimas de bullying nas escolas secundárias. Um inferno que ninguém põe fim

5/11/2014 07:38 - Modificado em 5/11/2014 07:38

bullyingOs professores entrevistados pelo NN dizem não estar preparados para enfrentar o” bullying” e as direcções das escolas ignoram o problema enquanto sabem que existe professores que são chamados pelos alunos de nomes como  “Jon burro, Cadeirudo, Dumbo, Girafa, Pai Natal , Djo Pofe ” e vários outros nomes que desqualificam um professor.

 

Os professores são muitas vezes vítima de bullying por parte dos alunos. O caso do professor Paulo Monteiro, da Escola Técnica, vítima de “bullying” por parte dos alunos despoletou diversas reacções por parte da sociedade.

Numa investigação deste online  alguns  professores confessaram que são  muitas vezes alvo de gozação por parte dos alunos e afirmam não estarem  preparados para lidar com a situação do “ bullying” .Muito menos os responsáveis dos estabelecimentos de ensino ,visto que têm vindo a ignorar a existência do problema. Dizem que não existem queixas , mas todos sabem que alguns professores são gozados e ofendidos verbalmente.

Um professor da Escola Secundária Jorge Barbosa, que não quis se identificar afirma ser vitima de gozação e de sofrer provocações e ameaças por parte dos alunos. Afirma que a direcção da escola tem conhecimento da situação . Refere que  no ano passado entregou ,na anterior direcção, um processo contra um aluno que lhe provocou chamando-o  nomes obscenos  e ameaçando-o e até agora nada

Filomena, professora de português, é de opinião que a maioria dos professores não consegue controlar a situação porque não estão preparados para lidarem com o bullying e muitas vezes os responsáveis das escolas ignoram o problema enfrentado por diferentes professores, “ as escolas não dispõem de medidas sérias para punir o aluno que ultrapassa os seus limites”.

Samira é de opinião que muitos professores são baptizados  com outros nomes pelos alunos, e que muitos aceitam com normalidade, mas que muitos alunos ultrapassam os seus limites, injuriando os professores, chamando-os de diferentes nomes como “Jom burro, Cadeirudo, Dumbo, Girafa, Pai Nata , Djo Pofe l” e vários outros nomes que desqualificam um professor.

O professor Paulo adianta que embora os professores sejam autoridade máxima dentro das salas de aulas, os alunos de hoje não os respeitam, daí que muitos professores são injuriados e ameaçados pelos próprios alunos, mesmo dentro dos estabelecimentos de ensino e que os responsáveis nada fazem para pôr cobro a situação.

Já o professor Carlos, adiantou que “ é preciso ser tolerante e firme com os alunos” e acredita que muitas vezes o comportamento dos alunos em relação ao professor depende da capacidade de controlo do professor e do relacionamento entre ambos. O bullying é um problema que advém desde que inventaram as escolas, por isso o professor considera que deveria ser um problema que deveria estar resolvido pelas autoridades competentes desde há muito tempo.

 

 

  1. americo

    O mais triste é que o pessoal do Ministério de Educação dá ordens as escolas, para manter os alunos nos estabelecimentos de ensino. Daí termos alunos tripetentes( ou seja 3 vezes repetentes num mesmo ano, como é o caso do 7ºano onde temos alunos que teimam em estudar com 17 ou 18 anos). Daí que um aluno com 18 anos no 1º ciclo só atrapalha o rendimento de uma turma pois para ele tanto faz, e muitos entram com autorizacao superior, mas continuam piores no que tange a indisciplina.

  2. americo

    Esses alunos tripetentes deviam procurar o Ensino Profissionalizante pois ha muito que perderam a aptidão para estudar. precisam de ter aulas praticas oficinais para ter acesso ao mercado de trabalho. Pena que o nosso ministerio nao pensa nisso como alçternativa

  3. CSI - ES- JAPinto

    perto de um Prédio verde onde aplicava sentença ao alunos pois é advogado conhecedor de leis e do estatudo dos alunos mas mesmo assim fodia as meninas e ninguem diz nada
    agora quer aplicar ao professores como instrutor, ka bo nem be li é, no ta li ta esperob pa aleb bo fichca, agora precisam enviar o Viny e o laiola também para a IG
    que coisa heim,

  4. Djon Djuze Atentu

    Este problema tem muito a ver com a confiança a mais que os professores dão aos alunos. Por outro lado, nenhuma direção de escola deve ignorar queixas contra os alunos, seja por que motivo for. Aos professores, apelo a que tenham algum distanciamento dos alunos, pois uma aproximação demasiada pode trazer vários problemas.

  5. italiano fólse

    CHE GENTAGLIA DELINQUENTI.

  6. Neves

    Eu fui professor de Liceu durante 1 ano lectivo (08/09), e garanto-vos que a melhor forma de lidar com alunos de hoje em dia, para ter respeito e atenção durante as aulas, é ter uma posição de amigo para amigo, de abertura e dialogo, de convivencia e humor. Porque hoje em dia, o professor que pretende ganhar respeito dos alunos através da imposição, do medo e da autoridade, pode falhar redondamente. Ser uma pessoa séria, calma e humilde não é suficiente, porque os alunos são todos temperados.

  7. CSI - ES- JAPinto

    Senhor Jornalista aqui fala o director do CSI- JAPinto. é para dizer que o senhor suprimiu as melhores partes que divulgamos, porurque???

  8. Modelo

    De facto hoje,vivemos ,no mundo de desvalores,e nao de valores.Os nossos jovens\adolescentes,estao cada vez mais sem educacao\orientacao,da familia\escolar.Como consequencia,deparamos,com ess grande nivel de violencia!E preciso mais tolerancia,srs professors!

  9. Neves & Neves

    So um aninho, Neves? Passa mas 15 ou 20 e depos bo bem da moral.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.