Vizinhos envolvem-se em briga por causa de criação de animais perto das casas

4/11/2014 07:30 - Modificado em 4/11/2014 07:30

fonte françês2Dois vizinhos da zona de Fonte Francês envolveram-se numa briga devido ao mau cheiro por causa dos animais junto às casas.

 

A criação de animais junto das casas tem vindo a causar incómodo no seio dos vizinhos que reclamam contra certos moradores que insistem em desrespeitar a legislação fazendo a criação de gado, motivo de desentendimentos e reclamações.

Os moradores da zona de Fonte Francês dizem não suportar o mau cheiro dentro das próprias casas devido a um curral que uma vizinha possui em casa.

Joana diz estar indignada com a situação do mau cheiro que provém do quintal de Madalena, criadora de gado. O desentendimento das mulheres vizinhas começou quando Joana encontrou à sua porta um balde de fezes de animais e decidiu pedir esclarecimentos à vizinha Madalena que lhe atendeu com palavrões e ameaças.

Joana diz que esbofeteou a vizinha para se defender por ela a ter ameaçado de pôr as mãos à cara. Joana conta que se desentendeu com a sua vizinha por causa do incómodo provocado pela criação de animais como porcos, cabras, galinhas. A situação arrasta-se há vários anos e mesmo depois de muitas chamadas de atenção por parte dos vizinhos, a situação piora de dia para dia.

Joana diz que procurou a vizinha para, mais uma vez, lhe chamar a atenção e saber a razão pela qual ela colocou um balde de fezes dos animais à sua porta, mas a vizinha negou o sucedido proferindo palavrões e ameaçando pôr-lhe as mãos à cara.

Joana diz que todos os vizinhos têm reclamado da situação mas ninguém faz nada. “Existem espaços nas rochas para esse tipo de trabalho, por isso, não é aceitável que alguém prefira ganhar o pão de cada dia incomodando os vizinhos”. A mesma acredita que se a Câmara Municipal de São Vicente tivesse arranjado uma solução para essas pessoas, não haveria situações dessas que frequentemente trazem desentendimento entre os vizinhos.

Contactado pelo NN, Madalena nega ter colocado o balde à porta da vizinha e diz que não aceita que ninguém vá bater à sua porta para pedir satisfações. A mesma diz não ter outros meios que lhe garantam o pão, daí que irá continuar com a criação dos seus animais. Questionada sobre a insatisfação dos vizinhos, a mesma diz lamentar, mas que tem de tocar a sua vida para frente assim como os outros.

  1. Nadia

    Na foto a zona até aparece limpa, o que não é verdade pois colocam lixo na rua. E ha outro problema nessa zona, não ha iluminação pública é só passar por essa zona a partir das 19horas para ver todas as casas com as suas luzes de frente abertas.
    O que acontece nessa zona é de lamentar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.