Escola Semião Agostinho Lopes: Professor agride aluno com soco na boca

3/11/2014 00:05 - Modificado em 2/11/2014 22:59

socoAs bruxas também estão soltas pelas bandas dos estabelecimentos de ensino de São Vicente. Depois do EICM a violência assentou arreais no ensino básico: Um professor das disciplinas de Língua e Música da Escola Semião Agostinho Lopes, Bela Vista, agrediu um aluno com um soco na boca depois de o ofender verbalmente. A ministra da Educação mantém o seu estatuto preferido: observadora á partir do ar condicionado na cidade da Praia

 

Um aluno do 6º ano da Escola Semião Agostinho Lopes foi agredido com um soco na boca, pelo seu professor de Língua e Música. Segundo dados recolhidos por este jornal no dia 22 Outubro, o professor José Pio empurrou a cabeça de um outro aluno para dentro do prato de comida, e o aluno que foi agredido  pôs-se a rir. O professor mandou-lhe sair da sala, mas este não aceitou. Aí o professor chamou-lhe de “merda “, agarrou-lhe pelos braços e forçou-lhe a sair. Mas o aluno resistiu e o professor deu-lhe um soco nos lábios. O estudante  confessou que depois de ser agredido e retirado da sala de aula, apoderou-se de duas pedras e ficou á espera do professor para ajustar as contas, mas tal não se concretizou

O pai do aluno indignado não aceita agressão do professor e está revoltado que a agressão tenha sido à soco e na boca. O encarregado de educação diz que procurou o professor no dia seguinte para saber o que se passou entre ele e o filho, mas não foi possível porque não o encontrou. Questionado sobre o desfecho da situação, afirmou que o professor terá que ser castigado. Não foi possível o contacto com o director António Silva porque no momento não se encontrava na escola, mas o NN sabe que o referido professor foi suspenso durante uma semana

Colegas de turma e funcionários confirmaram o sucedido. Segundo relatos de alunos de outras turmas, frequentemente este professor se dirige aos alunos com palavras inadequadas, como imbecis, diabos, cabeça de prego, cabeça de nabo.

Embora pessoas que conhecem o professor considerem que é um professor competente, que consegue disciplinar os seus alunos, frequentemente costuma ficar descontrolado e agressivo, ameaçando as pessoas, mas dias depois não se recorda.

  1. Jonas

    Quando a Ministra age ela desautoriza directores e gestores. Quando não diz nada “mantém o seu estatuto preferido: observadora á partir do ar condicionado na cidade da Praia”. Afinal? Tenha paciência. A escola não tem gestores, directores, ou mesmo o Delegado do MED. Quando a ministra é chamada para agir ela age e de certeza ela deve estar atenta à situação.

  2. Mateus

    agora que “fume já tapá”.

  3. Eliseu

    Chega um dia a paciência com esta geração termina e a partir dai, é soco na boca a vontade

  4. Francisco Lascado

    as vezes nunca se sabe paciência que um professor tem em suportar esses indisciplinados e malcriados e sem educação, muitas vezes são alunos que não tem mínima educação Caseira, que nem os pais podem suportar agora, aparecem os pais a favor dos filhos por ser vitima. esses são alunos que não tem aproveitamento e nem deixe os outros que querem ,aproveitar,

  5. Jonas 2

    Qual é a posição que és a favor, Jonas???? Pareces um puxa-sacos da Ministra!!! Será que aceitas que as duas posições da Ministra são correctas: Agir quando não deve e não agir quando deve?????

  6. Gilda Sousa

    Geração de malcriados!
    Quando os pais perdem a força sobre os filhos e deixam-nos fazer o que bem entenderem, ninguém esta disposto a os aturar.Ou vai ou racha!
    Se fosse com os meus não iria gostar e foi por isso que os eduquei em casa e os preparei para as escolas,segunda casa.
    Um aluno internado num colegio em Portugal , teve autorização para ir festejar o aniversario e ficou. Ao regressar o Diretor chamou-lhe atenção, este atacou o Diretor com socos e pontapés.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.