Municípios de S.V e de New Bedford (EUA) assinam protocolo de geminação

31/10/2014 07:22 - Modificado em 31/10/2014 07:53

Augusto1 As cidades irmãs do Mindelo e de New Bedford (EUA) assinaram, no passado dia 10 de Outubro, um protocolo de geminação, que foi o concluir de um longo processo que se iniciou na gestão do então Delegado do Governo Nélson Atanásio e que conheceu outros desenvolvimentos na gestão do Presidente Onésimo Silveira, mas que só agora foi formalizado pelo edil Augusto Neves nos termos previstos na legislação americana.

O protocolo foi assinado na Câmara Municipal de New Bedford pelo Mayor Jonathan Mitchell na presença do Vice-Council Gomes e de outros membros do executivo de descendência cabo-verdiana e pelo Presidente da Câmara Municipal de S.Vicente, Augusto Neves.

O documento prevê “o apoio de ambas as cidades na criação de um programa de intercâmbio de alunos/professores; a promoção da cultura, oferecendo oportunidades para a exposição de artes visuais e cênicas; a exploração de oportunidades de desenvolvimento econômico edificado na história comum como cidades portuárias; a incentivar o turismo com a promoção de viagens entre as duas cidades; e expandir os laços culturais, fomentando relações por meio de atividades e eventos desportivos entre as duas cidades.”

O Mayor Jonathan Mitchell salientou a importância deste acordo, adiantando ser “uma grande oportunidade para aproximar essas duas cidades e os seus povos”, que compartilham laços históricos bastante fortes eternizados pela época da pesca da baleia e das viagens do navio “ERNESTINA”, que aportou ao porto de New Bedford carregado de cabo-verdianos esperançosos numa vida melhor para as suas famílias. “Agora estão criadas as condições que legalmente permitirão desenvolver projetos de parceria com a cidade irmã do Mindelo, uma melhor integração da comunidade cabo-verdiana e a identificação pelo Gabinete de Investimentos de oportunidades de negócio.”

Augusto2O Presidente da Câmara Augusto Neves destacou que “Desta geminação muito haverá a esperar para um maior e mais intenso intercâmbio das duas cidades, a bem das respetivas populações e da comunidade cabo-verdiana residente em New Bedford”. “Devemos ser representantes dos cabo-verdianos, não só dentro das fronteiras do nosso concelho em S.Vicente, mas também onde houver um cabo-verdiano com a ambição e vontade de vencer, por tempos melhores e melhor qualidade de vida para si e suas famílias.”
sublinhou o autarca.

A importância deste acordo traduz-se segundo o edil na importância de se criar laços fortes de proximidade entre New Bedford, S.Vicente e a comunidade emigrante.
“Como a grande maioria dos nossos emigrantes, nunca esquece a sua terra de origem, quanto mais próximo dos nossos compatriotas estivermos, melhores representantes deste povo seremos. Julgo que este protocolo é de enorme importância para esta proximidade,” referiu o autarca.

Para Augusto Neves, o protocolo servirá também para “abrir as fronteiras” e aproveitar as oportunidades que se oferecerão para os empresários mindelenses e para os nossos emigrantes. “É de todo o interesse partilhar com este protocolo, conhecimento, cultura, desporto, juventude, atividades económicas e assim, podermos aproveitar este fortalecer de ligações em prol de um S.Vicente melhor e mais competitivo”.

Raquel Dias, Presidente da Associação de Cabo-verdianos de New Bedford, entidade que convidou e organizou a missão de serviço do edil mindelense a esse município, sublinhou emocionada que “trata-se de um momento e de um ato de extrema importância para a comunidade cabo-verdiana residente em New Bedford e nas cidades vizinhas, isso porque irá permitir uma melhor integração e intervenção na vida social e política dessa cidade, agradecendo todo o esforço feito pelo Presidente Augusto Neves para marcar presença nas atividades da Associação, que culminou com a assinatura deste protocolo de geminação”.

Durante a visita, Augusto Neves, teve uma reunião de trabalho com o Departamento de Negócios de New Bedford, na pessoa do seu Diretor Matthew Morrissey, ao qual expôs as oportunidades de investimento em S.Vicente, destacando os setores da pesca, turismo, indústria e prestação de serviços: “A CM de S.Vicente tudo fará para facilitar os investimentos e dar confiança aos investidores, realçando a estabilidade política e institucional como elementos de referência e agregadores de valor ao investimento”.

Por seu turno, Matthew Morrissey manifestou que o seu “Departamento está interessado em realizar uma missão de prospeção de mercado em S.Vicente, podendo no futuro vir a financiar projetos de investimentos em parceria com empresários locais nos setores já referidos e do “small business”, tendo em conta as caraterísticas comuns das duas cidades.”

De entre outras atividades, o autarca mindelense participou ainda na Gala de Aniversário da Associação de Cabo-verdianos de New Bedford, que serviu para angariar fundos para as obras de remodelação da sua sede que em breve deverá acolher um serviço satélite do Consulado de Cabo Verde em Boston e a criação de um Centro Cultural, para a promoção e divulgação da cultura cabo-verdiana. A convite da Associação, o Presidente Augusto Neves dirigiu às cinco centenas de convidados, uma mensagem de confiança e de reconhecimento do papel dos emigrantes no desenvolvimento de Cabo Verde.

  1. Eduardo Oliveira

    Feliz ideia que so beneficios pode trazer se não forem obrigados a centralizar as trocas. Senão não vale a pena porque é àgua no balaio.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.