Xanana procura parcerias para indústria petrolífera

29/10/2014 08:03 - Modificado em 29/10/2014 08:03
| Comentários fechados em Xanana procura parcerias para indústria petrolífera

xananaO primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, afirmou terça-feira, num discurso proferido no Fórum Económico do Mundo Islâmico, no Dubai, que está à procura de parceiros internacionais para desenvolver a indústria petrolífera no país.

 

“O nosso projeto mais excitante, e aquele em que esperamos forjar parcerias com muito de vós aqui reunidos, consiste no desenvolvimento da nossa costa sul de forma a tornar-se um centro regional do setor petrolífero”, disse Xanana Gusmão no discurso  enviado à agência Lusa.

Conhecido como Tasi Mane, o projeto prevê a construção de uma base de fornecimento com novas instalações portuárias e um aeroporto, uma refinaria com indústrias relacionadas de petróleo e gás e uma instalação de gás natural liquefeito.

“Em todas estas três áreas haverá também cidades modernas para responder à procura das empresas”, disse Xanana Gusmão, sublinhando que Timor-Leste procura parceiros internacionais com conhecimentos especializados.

“Pontes genuínas”

O primeiro-ministro timorense referiu também que Timor-Leste já estabeleceu contactos com o Brunei, a Indonésia e a Malásia.

“Muitas das nações representadas neste Fórum têm décadas de experiência no setor do petróleo. Tal como vós, acreditamos que as parcerias de negócio se podem tornar pontes genuínas para a paz e a prosperidade entre o mundo muçulmano e não-muçulmano”, acrescentou o primeiro-ministro timorense.

No discurso, Xanana Gusmão destacou que Timor-Leste faz uma gestão “prudente e transparente” dos recursos petrolíferos do país e que a transparência não tem sido uma “barreira” ao crescimento da economia timorense.

“Timor-Leste foi o terceiro país no mundo e o primeiro na Ásia a receber o estatuto de cumprimento pleno com a Iniciativa para a Transparência nas Indústrias Extrativas”, salientou o primeiro-ministro, acrescentando que atualmente o Fundo Petrolífero do país ronda os 17 mil milhões de dólares.

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.