PJ vai investigar disparos contra o dono da Loja Mendes & Mendes

20/10/2014 07:44 - Modificado em 20/10/2014 07:44

investigação2Volvida uma semana do assalto ao proprietário da loja Mendes & Mendes e ao seu sobrinho que foram alvejados por homens encapuzados, ainda não se sabe nada. Isto porque Tito, até agora, não apresentou queixa do sucedido nem na PJ, nem na PN. Alega que “não vale a pena”, pois no dia do assalto, 11 de Outubro, chamou várias vezes a PJ e o 112 da PN e ninguém o acudiu.

 

Este online sabe que a PJ já está a investigar o caso, “pois mesmo que as vítimas não tenham apresentado queixa é um crime público e, sendo assim, a PJ tem de tomar conta do caso”. Isto para esclarecer como aconteceu o assalto e em que circunstâncias. Também para tentar saber se esse assalto com armas de fogo foi um acto isolado ou estará relacionado com os últimos assaltos que deixaram os mindelenses apreensivos.

No sábado, 11 de Outubro, Tito, dono da mercearia Mendes & Mendes na rua 1 do Monte Sossego e o sobrinho, foram baleados num assalto frustrado. Tito e o sobrinho regressavam a casa no Campim quando perto da garagem foram abordados por dois indivíduos encapuzados que lhes pediram a bolsa onde traziam o dinheiro das vendas do dia.

 

 

  1. carlos kim

    ;A historia esta mal contada. Toda a gente sabe o que se passou. Porque nao apresentaram queixa ? Eles la sabem quem atirou neles.

  2. Maria José

    De facto a historia está mal contada. Todavia a PJ já deveria estar no terreno há muito. Faz já 8 dias e PJ ainda vai….

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.