Jorge Spencer: Orçamento de Estado 2015, uma política que mete os privados num “buraco”

20/10/2014 07:19 - Modificado em 20/10/2014 07:19

jorge spencerJorge Spencer, presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS), após da reunião de concertação social realizada no dia 18 de Outubro disse  que  o Orçamento de Estado proposto para 2015 é um orçamento possível, de contenção e que não beneficia em nada o sector privado que poderá entrar num buraco.

 

Jorge Spencer garante que no OE para 2015 a política referente ao sector privado é a mesma, logo é uma política que não serve. E o presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento, exemplifica e diz que “empresas com problemas com o pagamento do imposto é aplicado o bloqueio de importação na alfândega e a empresa tem valores a receber do estado, não recebe”. Desta forma Jorge Spencer considera que nada se resolve e o problema agrava-se.

Sendo assim Jorge Spencer diz que à RCV que “ o apoio ao sector privado relativamente ao OE este carece de sustentabilidade” isto porque o Governo mantém o mesmo sistema e a mesma política dos anos anteriores. Por isso   Spencer afirma que a mesma atitude perante ao sector privado não serve.  Garante que a política de apoio aos privados prevista no OE de 2015 não serve por isso pede ao  governo  que tome medidas práticas para consolidar o sector privado, para que este possa gerar emprego e consolidar a economia ou senão , Spencer assegura que  “ podemos entrar num buraco”.

  1. ???????????????

    e mesmo assim assinou

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.