Pequim diz que democracia não desculpa “ilegalidade”

15/10/2014 08:03 - Modificado em 15/10/2014 08:03
| Comentários fechados em Pequim diz que democracia não desculpa “ilegalidade”

pequimA democracia deve basear-se no Estado de Direito e não pode ser desculpa para “comportamentos ilegais”, lê-se esta quarta-feira num comentário publicado no Diário do Povo, jornal do órgão central do Partido Comunista chinês, em referência aos protestos em Hong Kong.

 

O comentário assinala o firme apoio de Pequim ao Governo de Hong Kong e ao seu chefe do Executivo, CY Leung, reiterando que os protestos “estão condenados ao fracasso”.

“A estabilidade é boa, o caos é um desastre”, adverte-se no mesmo artigo, em que se insiste que “os diferentes pedidos sobre o desenvolvimento democrático de Hong Kong podem ser manifestados através de formas legais”.

O Diário do Povo atribui os protestos “a um grupo reduzido” entre a população de Hong Kong, superior a sete milhões de habitantes.

“A democracia deve basear-se na lei, não na ditadura de uma minoria, e muito menos numa desculpa para um grupo diminuto”, frisa.

O artigo acrescenta que os protestos, que cumprem esta quarta-feira o 18.º dia, são “ilegais” e incluíram a invenção de “acusações e rumores” contra CY Leung e o seu Governo.

“A história recorda que os atos radicais e ilegais que vieram com eles apenas resultaram em mais atividades ilegais, exacerbando a desordem e o caos”, refere o artigo no Diário do Povo, citado pela agência Efe.

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.